Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Hospital 9 de Julho inaugura Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional

Publicidade

O Hospital 9 de Julho inaugura hoje o Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional, destinado ao tratamento de enfermidades relacionadas às áreas de neuroncologia, dor, movimentos involuntários e espasticidade. “O centro reúne em um mesmo espaço o atendimento de uma equipe multidisciplinar em fisioterapia, psicologia, oncologia, fisiatria, acupuntura e outras especialidades relacionadas a neurocirurgia funcional”, afirma o Dr. Cláudio Fernandes Corrêa, responsável pela unidade. Segundo o médico, o atendimento reunido em um único espaço permite maior rapidez e otimização do serviço. O projeto partiu de uma idealização do Dr. Corrêa, que apresentou sua proposta à diretoria do hospital há quase dois anos. Composto por uma equipe de 43 profissionais, o centro inclui em uma mesma estrutura a Clínica da Dor, a Neuroncologia e o Cetrami (que trata distonias e movimentos involuntários).
Na área de neuroncologia, destacam-se recursos de neuronavegação, que mostram ao cirurgião o local intracraniano onde se está atuando durante uma operação, tendo como referência imagens de tomografia computadorizada e ressonância magnética incorporadas a programas de computadores. A unidade também oferece estereotaxia para biópsia, cirurgia guiada, ressecção, braquiterapia e radiocirurgia dos tumores cerebrais.
No tratamento da dor, a grande vantagem do centro é a inserção de técnicas terapêuticas coadjuvantes a medicamentos e cirurgia. Um dos métodos em evidência na nova unidade é o biofeedback, que une a análise psicológica a sistemas informatizados na identificação e monitoramento de fatores que geram ou potencializam a dor.
Em relação ao tratamento de doenças que causam movimentos involuntários, o Dr. Corrêa ressalta a tecnologia disponível no hospital para o atendimento de casos de mal de Parkinson. “O grande diferencial do centro é agregar em um mesmo espaço diferentes especialidades, para oferecer o atendimento multidisciplinar, coisa inédita no Brasil”, comenta ele.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta