Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Hospitais e laboratórios devem se tornar referência

Publicidade

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo convidou 11 hospitais e dois laboratórios particulares para integrar a rede de referência no atendimento à influenza A (H1N1) – gripe suína. Hoje, ela conta com 18 hospitais públicos.
Segundo o secretário de Saúde, Luiz Roberto Barradas, o convite às entidades privadas foi feito porque 80% dos casos confirmados da doença, no estado de São Paulo, envolvem pessoas que possuem plano de saúde.
A grande demanda por atendimento está congestionando a rede pública na Grande São Paulo. De com Barradas, antes do feriado de Corpus Christi, cerca de 70 pessoas procuravam por dia unidades de saúde com suspeita de gripe na capital e cidades vizinhas. Após essa data, o número chegou a 300 pessoas por dia, o que tem provocado uma espera de até duas horas para o atendimento.
Barradas informou que os kits para diagnóstico da doença deverão ser comprados pelos hospitais e laboratórios. Ainda segundo ele, o medicamento antiviral para o tratamento dos casos confirmados de influenza A (H1N1) – gripe suína em crianças menores de dois anos, em idosos maiores de 60 e internados considerados graves será fornecida pela secretário.
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta