Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

HC da Unicamp reformula área de dieta enteral

Publicidade

Os cuidados hospitalares com dieta alimentar têm um peso fundamental para uma assistência de qualidade ao paciente. Por essa razão, e para se adequar à resolução 63 do Ministério da Saúde, de 6/7/2000, o Hospital das Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) reinaugurou neste mês a sala de dieta enteral, que foi totalmente reformulada. Com verba do SUS, a área foi credenciada pelo Ministério da Saúde e deverá gerar uma receita para o HC em torno de R$ 60 mil por mês. Equipada com pass-trought, que armazena a dieta enteral, a nova área irá preparar, evasar, identificar, armazenar e distribuir as fórmulas nutricionais enterais industrializadas obedecendo aos padrões e critérios de controle higiênicos sanitários.
A dieta enteral é destinada aos pacientes impossibilitados de receber uma dieta fisiológica (pela boca), sendo administrado através de sonda, que pode ser introduzida do nariz até o estômago (ou intestino) ou ainda colocada diretamente no estômago ou no intestino. Quando as condições de preparo da dieta são inadequadas, o paciente pode sofrer intoxicação alimentar ou mesmo contaminação, causando inclusive diarréia.
Responsável pela Divisão de Nutrição e Dietética do HC, local onde é preparada a dieta, Harumi Kinchoko afirma que o investimento não somente beneficiará o hospital, mas principalmente a assistência nutricional ao paciente. Atualmente, 50 a 70 pacientes recebem esse tipo de dieta, atendendo as Unidades de Internação, Pronto-Socorro, Procedimentos Especializadas e alguns Ambulatórios.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta