✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Grupo internacional apoia esforços globais para encerrar uso de mercúrio dentário

Publicidade

CHAMPIONSGATE, Florida, 15 de dezembro de 2016 /PRNewswire/ -- Na semana passada, três instituições europeias (o Parlamento Europeu, a Comissão Europeia e o Concílio da União Europeia) chegaram a um acordo provisional para banir as obturações de amálgama dentária para crianças abaixo de 15 anos e mulheres grávidas e lactantes até 1o. de julho de 2018. Essas ações na Europa estão sendo apoiadas pela Academia Internacional de Medicinal Oral e Toxilogia (IAOMT, International Academy of Oral Medicine and Toxicology), um grupo sem fins lucrativos que encoraja esforços mundiais para encerrar o mercúrio dental.

"O mercúrio é tóxico, e seu uso em obturações dentárias de cor prata tem sido ligado a danos ambientais, bem como riscos mais elevados de Alzheimer, esclerose múltipla, infertilidade, ansiedade, depressão, fadiga e muitas outras condições de saúde adversas. Alternativas viáveis a essas obturações existem há décadas. É crucial que todo o mundo siga os passos da Europa e tome medidas para restringir o mercúrio dental, e o que seria ainda mais eficiente, encerrar completamente seu uso", explicou o Dr. Tammy DeGregorio, presidente do IAOMT.

O IAOMT coletou centenas de estudos de pesquisa sobre os riscos à saúde e ao meio ambiente advindos do mercúrio dental, e tem usado essa literatura científica para criar recursos para dentistas, médicos, legisladores e o público.

Leia completo na PR Newswire        

Publicidade

Deixe uma resposta