Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Greve dos servidores da saúde do DF chega ao fim

Publicidade

Os servidores da área da saúde do Distrito Federal decidiram terminar a greve que começou no dia dia 27 de junho. A decisão foi tomada em assembleia da categoria depois que o Tribunal de Justiça do Distrito Federal negou, por unanimidade, recurso do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do Distrito Federal ( Sindsaúde-DF).
A Justiça havia determinado o retorno dos servidores ao trabalho na segunda-feira (11) e aumentado de R$ 30 mil para R$ 100 mil o valor da multa diária em caso de descumprimento da decisão.
O presidente do Sindsaúde-DF, Agamenon Torres, minimizou a derrota na Justiça. ?Mostramos que não vamos aceitar tratamento diferenciado com as reivindicações das categoria da saúde?, disse ele.
O governo do Distrito Federal (GDF) propôs o reajuste do auxílio-alimentação de R$ 199 para R$ 304 e a incorporação aos salários, em setembro, de 40% da gratificação por atividade técnico administrativa (Gata).
O restante seria incorporado em parcelas até julho de 2013. Além disso, o GDF se comprometeu a implantar o plano de carreira, cargos e salários da categoria, oferecer plano de saúde para os servidores e não cortar o ponto dos grevistas, com a contrapartida da reposição das horas não trabalhadas.
O presidente da Central Única dos Trabalhadores no DF (CUT-DF), José Eudes Costa, disse que, apesar de a proposta ter sido muito aquém do que os trabalhadores queriam, o movimento foi vitorioso. ?Essa proposta foi construída a partir da greve. Sem a paralisação, a categoria não teria proposta?.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta