Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Governo lança Brasil Saudável

Publicidade

O Ministério da Saúde lança amanhã (25/06) o Projeto Brasil Saudável, que tem como objetivo estimular a população a adotar modos de vida diferentes, com ênfase na atividade física, na reeducação alimentar e no controle do tabagismo. Meta do governo é diminuir o índice das chamadas doenças não transmissíveis, como infarto, derrame cerebral, enfisema, cânceres e diabetes, principais causas de internação e óbito. Com investimentos de R$ 8,7 milhões, serão implantados mais de 230 Núcleos de Atividades Físicas até 2006, em todas as capitais do País. As unidades funcionarão como uma “academia popular”, onde os freqüentadores terão acesso gratuito a orientações de professores de educação física e monitores para praticar exercícios físicos. Os núcleos serão também um apoio físico e técnico às equipes do Programa Saúde da Família (PSF).
Será liberado também uma verba de R$ 38 mil para construção (quando for o caso), compra e instalação de equipamentos para os núcleos. Para o combate ao tabagismo, o ministério vai capacitar as vigilâncias sanitárias estaduais para fiscalizar o cumprimento da lei que proíbe fumar em locais públicos. Os estados receberão R$ 2,5 milhões para fazer essa capacitação.
Outros investimentos para este ano, ainda estão previstos, como um levantamento sobre comportamentos de risco e proteção com 110 mil alunos da sétima série, de escolas públicas e privadas, nas capitais, onde serão investidos R$ 3,5 milhões.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta

Governo lança Brasil Saudável

Publicidade

O Ministério da Saúde lança amanhã (25/06) o Projeto Brasil Saudável, que tem como objetivo estimular a população a adotar modos de vida diferentes, com ênfase na atividade física, na reeducação alimentar e no controle do tabagismo. Meta do governo é diminuir o índice das chamadas doenças não transmissíveis, como infarto, derrame cerebral, enfisema, cânceres e diabetes, principais causas de internação e óbito. Com investimentos de R$ 8,7 milhões, serão implantados mais de 230 Núcleos de Atividades Físicas até 2006, em todas as capitais do País. As unidades funcionarão como uma “academia popular”, onde os freqüentadores terão acesso gratuito a orientações de professores de educação física e monitores para praticar exercícios físicos. Os núcleos serão também um apoio físico e técnico às equipes do Programa Saúde da Família (PSF).
Será liberado também uma verba de R$ 38 mil para construção (quando for o caso), compra e instalação de equipamentos para os núcleos. Para o combate ao tabagismo, o ministério vai capacitar as vigilâncias sanitárias estaduais para fiscalizar o cumprimento da lei que proíbe fumar em locais públicos. Os estados receberão R$ 2,5 milhões para fazer essa capacitação.
Outros investimentos para este ano, ainda estão previstos, como um levantamento sobre comportamentos de risco e proteção com 110 mil alunos da sétima série, de escolas públicas e privadas, nas capitais, onde serão investidos R$ 3,5 milhões.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta