Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Governo implementa Samu em mais quatro municípios

Publicidade

Duas cidades do Rio Grande do Sul (Caxias do Sul e Pelotas) e dois municípios do Maranhão (São Luís e Imperatriz) passaram a integrar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192). O serviço, que entrará em operação nos próximos dias em Caxias do Sul atenderá a 380 mil habitantes. O Samu/192 em Caxias do Sul funcionará com cinco ambulâncias (quatro unidades de suporte básico e uma unidade de suporte avançado) e uma central de regulação médica para atender à população da cidade. O serviço de urgência será integrado à Rede Nacional Samu/192 do Ministério da Saúde e, por isso, receberá ajuda mensal do ministério no valor de R$ 96,5 mil, recursos que equivalem a 50% do custo mensal do Samu/192.
Em Pelotas, o ministério entregou quatro ambulâncias para a implantação do Samu/192.O serviço de urgência será integrado à rede nacional do Ministério e, por isso, receberá, a partir do início de suas atividades, ajuda mensal no valor de R$ 84 mil, recursos que equivalem a 50% do custo mensal do Samu/192. O serviço vai operar com quatro ambulâncias, sendo três unidades de suporte básico e uma unidade de suporte avançado. A frota atuará integrada a uma central de regulação médica que atenderá as chamadas gratuitas feitas pela população por meio do telefone 192.
O Samu/192 de São Luís está estruturado para atender à população de 906,5 mil habitantes. Para entrar em operação, recebeu nove ambulâncias do Ministério da Saúde e, nas próximas semanas, receberá mais três unidades. Ao todo, vai operar com 12 veículos (duas unidades de suporte avançado e dez de suporte básico) e uma central de regulação médica. O serviço será integrado à Rede Nacional Samu/192 e, por isso, receberá ajuda mensal do ministério no valor de R$ 199 mil, recursos que equivalem a 50% do custo mensal.
Em Imperatriz, o serviço móvel de urgência entrará em operação nas próximas semanas, com seis ambulâncias (quatro delas doadas pelo Ministério da Saúde) e uma central de regulação médica. Quando for integrado à Rede Nacional Samu/192, receberá ajuda mensal equivalente a 50% do custeio, no valor de R$ 84 mil.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta