Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Goiânia abre Hemocentro Coordenador do Estado

Publicidade

Amanhã, dia 16, serão inauguradas, em Goiânia, as novas instalações do Hemocentro Coordenador do Estado de Goiás (Hemogo). O Ministério da Saúde destinou para as obras e compra de equipamentos cerca de R$ 1,3 milhão do Projeto de Reforço à Reorganização do Sistema Único de Saúde (Reforsus). Somando a contrapartida do Governo do Estado de Goiás, o investimento totaliza R$ 1,5 milhão, informa a Agência Saúde.
Unidade de referência no Estado para coleta, análise e distribuição de sangue, o Hemogo passou por reformas, adequação e ampliação das instalações. Agora, o hemocentro conta com uma área de 1.790 m². Só para as obras, o investimento foi de mais de R$ 1,1 milhão, sendo R$ 946 mil disponibilizados pelo Reforsus e o restante pelo governo estadual.
Com a ampliação, os mais de 300 hemofílicos cadastrados na unidade terão enfermaria específica, gabinetes odontológicos, assistência médica especializada e serviço de apoio psicossocial. Além disso, foram feitas reforma e adequação na ala específica do NAT (Amplificação de Ácido Nucléico), que vai garantir maior segurança à realização dos testes para detecção do HIV e hepatite.
Os recursos do Reforsus também garantiram a compra de novos equipamentos. Foram adquiridos Leitora de Hemocultura, Termociclador para DNA, Autoclave horizontal, Lavadora e secadora automática de vidraria, Corador de Lâminas, Banho Maria Ultra Termostático, Espectrofotômetro, Impressora de Termo-Transferência e Microcentrífuga, entre outros. O investimento em aparelhagem nova foi de R$ 408 mil (R$ 347 mil do Reforsus e R$ 61 mil da contrapartida estadual).
Mais investimentos ? O Projeto de Reforço à Reorganização do Sistema Único de Saúde (Reforsus), iniciado em 1996, terá sua conclusão ao final desse ano. Apenas no Estado de Goiás está sendo aplicada a soma de R$ 45,5 milhões. Desse valor, R$ 2 milhões são para a execução de obras de reforma e ampliação; R$ 35,2 milhões para a compra de equipamentos; R$ 99 mil para a aquisição de unidades móveis; e R$ 847 mil para a modernização gerencial dos estabelecimentos de saúde.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta