HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Quero! Agora!

Goiânia abre Hemocentro Coordenador do Estado

Publicidade

Amanhã, dia 16, serão inauguradas, em Goiânia, as novas instalações do Hemocentro Coordenador do Estado de Goiás (Hemogo). O Ministério da Saúde destinou para as obras e compra de equipamentos cerca de R$ 1,3 milhão do Projeto de Reforço à Reorganização do Sistema Único de Saúde (Reforsus). Somando a contrapartida do Governo do Estado de Goiás, o investimento totaliza R$ 1,5 milhão, informa a Agência Saúde.
Unidade de referência no Estado para coleta, análise e distribuição de sangue, o Hemogo passou por reformas, adequação e ampliação das instalações. Agora, o hemocentro conta com uma área de 1.790 m². Só para as obras, o investimento foi de mais de R$ 1,1 milhão, sendo R$ 946 mil disponibilizados pelo Reforsus e o restante pelo governo estadual.
Com a ampliação, os mais de 300 hemofílicos cadastrados na unidade terão enfermaria específica, gabinetes odontológicos, assistência médica especializada e serviço de apoio psicossocial. Além disso, foram feitas reforma e adequação na ala específica do NAT (Amplificação de Ácido Nucléico), que vai garantir maior segurança à realização dos testes para detecção do HIV e hepatite.
Os recursos do Reforsus também garantiram a compra de novos equipamentos. Foram adquiridos Leitora de Hemocultura, Termociclador para DNA, Autoclave horizontal, Lavadora e secadora automática de vidraria, Corador de Lâminas, Banho Maria Ultra Termostático, Espectrofotômetro, Impressora de Termo-Transferência e Microcentrífuga, entre outros. O investimento em aparelhagem nova foi de R$ 408 mil (R$ 347 mil do Reforsus e R$ 61 mil da contrapartida estadual).
Mais investimentos ? O Projeto de Reforço à Reorganização do Sistema Único de Saúde (Reforsus), iniciado em 1996, terá sua conclusão ao final desse ano. Apenas no Estado de Goiás está sendo aplicada a soma de R$ 45,5 milhões. Desse valor, R$ 2 milhões são para a execução de obras de reforma e ampliação; R$ 35,2 milhões para a compra de equipamentos; R$ 99 mil para a aquisição de unidades móveis; e R$ 847 mil para a modernização gerencial dos estabelecimentos de saúde.

       
Publicidade

Deixe uma resposta