Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

GE Healthcare anuncia AL como pólo independente

Publicidade

A GE Healthcare, unidade de saúde da General Eletric, acaba de anunciar que a região da América Latina passa a ser um pólo independente, com reporte direto para a matriz global. A nova região do negócio de saúde terá como presidente o executivo Rogerio Patrus. 

Há dez anos na GE, Patrus atuou em diversos negócios da companhia no Brasil e Estados Unidos. “A nova configuração reforça o comprometimento da companhia em ampliar seus investimentos em mercados emergentes e foi fortemente influenciada pelos resultados de crescimento. Em 2010 o faturamento da unidade na região foi 38% superior ao obtido em 2009”, explicou a GE em comunicado.

e receba os destaques em sua caixa de e-mail.   

De acordo com o executivo, com esse novo alinhamento, o negócio passa a ter ainda mais autonomia e agilidade para tomada de decisões. “Ao estabelecer a América Latina como um pólo independente, a GE Healthcare ampliará investimentos com foco em desenvolver soluções “na região, para a região”, o que nos possibilitará desenvolver produtos e parcerias estratégicas, que garantirão também crescimento de vendas”, disse o presidente e CEO global da GE Healthcare, John Dineen.

Em julho de 2010 foi inaugurada em Contagem (MG) a primeira fábrica da GE Healthcare na América do Sul. Com investimento previsto de US$ 50 milhões em um período de dez anos, a planta visa ser um pólo exportador para América Latina e até mesmo para outros continentes. Ainda este ano, será iniciada a produção de equipamentos de raios X, mamografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, PET/CT e Sistemas de Monitoração.

Investimentos da GE na região ultrapassam os US$ 500 milhões

A GE informou ainda que está investindo em parcerias tecnológicas com empresas brasileiras de ponta, interligando várias áreas da indústria, com o mais novo Centro de Pesquisas Global da GE no Brasil. Com investimentos iniciais na ordem de US$ 100 milhões, será localizado na Ilha do Bom Jesus (Ilha do Fundão), no Rio de Janeiro, e quando as obras estiverem finalizadas empregará 200 pesquisadores e engenheiros. Além da área de saúde, o trabalho no centro será focado em tecnologias altamente avançadas para as indústrias de óleo e gás, energias renováveis, mineração, transporte ferroviário e aviação.

Além do centro de pesquisas, a GE investirá outros US$ 400 milhões nos próximos três anos em tecnologia, desenvolvimento de novos produtos, novas unidades, equipamentos e capital humano, incluindo:

  • US$ 200 milhões no aumento da capacidade de fábricas e desenvolvimento de novos produtos para os negócios de Energia e Óleo e Gás da GE;
  • expansão da capacidade e novas linhas de produção para as unidades da GE Healthcare e GE Transportation, ambas em Contagem, Minas Gerais; GE Aviation, em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro; e os negócios de iluminação, totalizando US$ 200 milhões;
  • criação do Centro de Qualificação Global da GE, focado em treinamento e desenvolvimento do capital humano da companhia, que será localizado junto ao novo Centro de Pesquisas Global da GE no Brasil;
  • criação de 1.000 novos postos de trabalho na GE, interligando cada um dos negócios da companhia; e 
  • desenvolvimento de novos fornecedores e parceiros para produção mais localizada e robusta.

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta