Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

GE anuncia nova estratégia global na área de saúde

Publicidade

Os sistemas globais de saúde não são sustentáveis. Essa foi a frase do CEO da GE, Jeff Immelt, para lançar a nova estratégia global da empresa para a área de saúde. “Os custos são muito elevados e foco não está em saúde, mas sim em tratamento de doenças. Nossa missão no mercado passa agora ser a de contribuir para um novo modelo de entrega em saúde”, relatou em conferência.

Deixe o seu comentário sobre esta notícia

Tem mais informações sobre o tema? Então, clique aqui

A estratégia chamada Healthyimagination prevê a redução do custo de saúde global em 15%. Para isso a GE pretende focar suas ações em três pilares: ampliação de acesso aos serviços, melhoria da qualidade dos sistemas de saúde, além da redução de custos propriamente dita. “Qualquer país que seja sério tem na saúde um dos pilares fundamentais para o seu desenvolvimento. E isso para nós é oportunidade”, declarou o CMO da GE para América Latina e presidente interino para o Brasil, João Geraldo Ferreira.

Para alcançar a nova missão, a companhia irá investir US$ 6 bilhões até 2015, sendo US$ 3 bilhões para pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias, US$ 2 bilhões para financiamentos de projetos e ações na área de saúde e US$ 1 bilhão para investimentos em áreas correlatas, como purificação de água e saneamento. “Usaremos as áreas da empresa que têm impacto na saúde. Como, por exemplo, as áreas de Água e Energia, além de meios de educação e divulgação. É uma estratégia ampla dentro da companhia”, afirma o executivo.

O objetivo da GE é inovar em tecnologia para entregar soluções de menor custo, tanto em equipamentos de diagnóstico por imagem, soluções de TI, de homecare e até mesmo consultoria em processos para a gestão de saúde. “Atuaremos também com iniciativas para melhorar a qualidade de vida e gestão do benefício para nossos empregados. É outra forma de impactar a saúde”, salienta Immelt. Globalmente a GE tem 600 mil funcionários.

Outro ponto destacado pelo CEO é que para conseguir trazer esse impacto para o setor, a empresa vai buscar cada vez mais a atuação local nos países de interesse da empresa. No Brasil, a estratégia já está definida. O projeto de instalação da fábrica em Contagem, MG, foi triplicado, visando o aumento da produção local. “Pela importância do mercado brasileiro para os resultados da companhia, aumentamos o escopo da fábrica, o que já está alinhado com a nova estratégia da companhia”, explica a presidente da GE Healthcare Systems para a América Latina, Claudia Goulart.

A GE atingiu um faturamento no Brasil de US$ 3,3 bilhões em 2008, o que representou um crescimento de 45% em relação a 2007. No mesmo período a divisão de saúde apresentou um crescimento de 23%. “Há quatro regiões consideradas estratégicas para a GE, e Brasil, Índia e China estão entre elas”, pontua Claudia.

Com a nova estratégia, a expectativa da companhia é alcançar um crescimento de duas a três vezes o PIB mundial com a área de saúde. “A vertical terá cada vez mais importância dentro dos negócios da GE, sobretudo diante da diminuição da área financeira, que equivalia a 40% do resultado global da companhia”, aponta Ferreira. Em 2008, o faturamento global da GE Healthcare foi de US$ 18 bilhões.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta