🚀 HIS 17 Última chance: Mais de 5.000 inscritos! E você? Já emitiu sua credencial gratuita Clique aqui

Gastos com saúde são altos, mas investimentos são insatisfatórios no Brasil

Publicidade

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da USP (Fipe-USP) fez um diagnóstico dos gastos do governo com saúde, a pedido da Fecomercio (Federação do Comércio do Estado de São Paulo), que mostra um grande aumento dos investimentos, mas desempenho insatisfatório das aplicações. O gasto per capita passou de R$ 1,4 mil para R$ 2 mil em seis anos, o que representa uma aumento de 42%. O estudo, que recebeu o nome Simplificando o Brasil, conclui que o Brasil gasta com saúde mais do que países com o mesmo nível de renda.
As despesas são proporcionalmente maiores que as realizadas pela Irlanda e Finlândia e estão em patamares semelhantes ao de países como Reino Unido, Noruega e Japão.
De acordo com a Fecomercio, os resultados dos investimentos são insatisfatórios e, para evitar o crescimento exagerado das despesas, seria necessário gastar na mesma proporção que o crescimeno da população.
A proposta do ?choque de gestão? e os resultados da pesquisa serão entregues aos candidatos à presidência.

       
Publicidade

Deixe uma resposta