Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Funasa investe em hospitais para atendimento à indígenas

Publicidade

O Instituto do Coração (Incor-USP), o Hospital Universitário de Dourados, em Mato Grosso do Sul e o Hospital Municipal Teófilo Otoni, em Minas Gerais foram credenciados ontem (19/04) pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para realização de atendimento à saúde indígena. Cada um desses hospitais receberá mensalmente, recursos de Incentivo para Assistência Ambulatorial, Hospitalar e de Apoio Diagnóstico à População Indígena (Iapi). Além disso, a Funasa aumentou os repasses para outros três hospitais, já credenciados – Missão Caioá, no Mato Grosso do Sul, Hospital Cura Dars e Hospital São Vicente de Paulo, em Minas Gerais.
O credenciamento, publicado na Portaria 18/05, prevê o repasse mensal de R$ 25 mil para o Incor; R$ 20 mil para o Hospital Universitário e R$ 2 mil para o Hospital Municipal Teófilo Otoni, que realizará apenas o atendimento ambulatorial.
Entre os hospitais já credenciados, e que passarão a receber um incremento no repasse, está o Hospital Missão Caioá, em Dourados. Nessa unidade, o incentivo repassado pela Funasa passou de R$ 15 mil para R$ 60 mil, um crescimento de 300%. Esses valores serão aplicados na contratação de médicos e nutricionistas, além da reestruturação da unidade hospitalar.
O Hospital Cura Dars, situado no município de Maxacali, em Minas Gerais, que recebia mensalmente, R$ 1 mil reais, passa a receber R$ 14 mil, um incremento da ordem de 1.300%, deixando de ser uma simples unidade de atendimento para ser referência estadual.
Os recursos serão investidos na ampliação do número de leitos destinados ao atendimento das crianças Maxacali e acompanhantes. O terceiro hospital, cujos repasses estão sendo elevados, é o São Vicente de Paulo, situado no município de Águas Formosas, em Minas Gerais. A unidade que antes recebia R$ 3 mil passa a receber R$ 7 mil.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta