Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Febrafarma responde à aprovação de restrições

Publicidade

Acompanhe abaixo, na íntegra, a nota da Febrafarma em resposta à aprovação de restrições para propagandas de medicamentos. 
A propósito do anúncio da nova Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que trata da propaganda e da promoção de medicamentos, a Federação Brasileira da Indústria Farmacêutica (Febrafarma), faz as seguintes considerações:
Deixe o seu comentário sobre esta notícia
Tem mais informações sobre o tema? Então, clique
Desde 2000, o país conta com uma ampla e rigorosa legislação (RDC nº 102), baseada na experiência internacional, que regulamenta e orienta a promoção de medicamentos entre os profissionais da saúde e a propaganda ao consumidor dos Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) pelos diversos meios de comunicação.
Por entender que os procedimentos da indústria farmacêutica em todas as áreas (produtiva, sanitária etc.) devem ser objeto de aprimoramento contínuo, a Febrafarma participou desde o início dos debates instalados em 2005 em torno da modernização da referida norma, tendo apresentado inúmeras propostas de aperfeiçoamento das regras à ANVISA.
Ao longo do processo de consulta pública, a Febrafarma reafirmou sua convicção de que a promoção e a propaganda de medicamentos são fundamentais para a divulgação de informações úteis e relevantes sobre os produtos e suas indicações terapêuticas entre médicos, profissionais da saúde e consumidores, em consonância com o direito constitucional de acesso da população ao conhecimento e à informação.
A Febrafarma comentará os pontos relevantes da nova resolução assim que tomar conhecimento do texto final.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta