Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Febem fecha convênio com Einstein para atendimento a jovens

Publicidade

O governador Geraldo Alckmin assinou ontem (20/10) parceria entre a Febem e a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein, que prevê várias ações na área da saúde para os 6,8 mil jovens das 77 unidades do Estado. A primeira iniciativa será a campanha de vacinação, que começa hoje, com a imunização de 1,6 mil jovens do Complexo Tatuapé, na capital. Eles receberão as primeiras doses das vacinas contra meningite C, dupla adulta (tétano e difteria) e hepatite A e B. De acordo com Cláudio Luiz Lottenberg presidente da Sociedade o objetivo dessa campanha é prevenir as doenças infecto-contagiosas, que podem ser transmitidas facilmente em ambiente fechados. Também haverá imunização contra sarampo, rubéola e caxumba.
Entre as medidas previstas na parceria, estão palestras educativas, realização de consultas para os jovens internos, além de acompanhamento das gestantes e seus bebês, na Casa das Mães. Os funcionários da Febem também terão direito a cursos e treinamento com técnicos da Escola de Enfermagem do Albert Einstein. Entre os cursos estão os de primeiros socorros às vítimas acidentadas ou com mal súbito e o de vacinação.
A Divisão de Prática Assistência I e o Programa de Álcool de Drogas do hospital também irá, por meio de questionários, entrevistas, consultas e exames, traçar o perfil epidemiológico dos jovens. O presidente da Febem e secretário da Justiça, Alexandre de Moraes, acredita que esse estudo vai permitir identificar problemas comuns e desenvolver programas específicos de atenção à saúde e acompanhamento patológico desses internos.
O governador lembrou que a Sociedade Albert Einstein já é ?uma grande parceira? do Estado em vários programas. Entre eles o, de saúde, desenvolvido com moradores da Favela Paraisópolis, uma das maiores de São Paulo, o Bom Prato do Bom Retiro, e o de transplantes de fígado que atende pacientes do SUS.
Alckmin ressaltou que os jovens estão saindo da Febem com diploma, qualificação profissional e alguns já com carteira profissional assinada. Segundo o governador, anteriormente, o índice de reincidência entre os jovens desinternados era de 24%, hoje caiu para 17%.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta