Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

FBH ressalta que governo deve reajustar tabela do SUS e baixar impostos

Publicidade

De acordo com o presidente da Federação Brasileira de Hospitais, Dr. Eduardo de Oliveira, serão necessárias reformas no setor hospitalar, a começar pela redução de impostos e das taxas de juros, para que a crise não gere um colapso.
Deixe o seu comentário sobre esta notícia
Tem mais informações sobre o tema? Então, clique
Outro passo importante para evitar uma crise nos hospitais seria o reajuste na tabela do SUS. Os valores repassados atualmente pelo governo federal aos hospitais particulares chegam a ser 74,7% inferiores ao custo do tratamento, como ocorre no tratamento para insuficiência respiratória aguda. Segundo Oliveira, a parceria entre público e privado é fundamental para que o SUS esteja presente em todo o país.
A FBH anunciou que as maiores disparidades encontram-se na área de média complexidade, ou seja, procedimentos feitos com maior freqüência em hospitais de pequeno e médio porte.
Abaixo, alguns exemplos de disparidade na tabela:
TABELA 1: Valores pagos pelo SUS X Valores reais dos procedimentos (Agosto de 2008)
 











Procedimento

Valor pago pelo SUS – 2008

Valor real

Defasagem

%

 

Nº médio de procedimentos por ano

Insuficiência cardíaca

635,87

 R$ 825,35

 189,48

 30

352,901

Pneumonia Lactente

554,69

R$ 800,80

246,11 

44,4 

223.930

Crise asmática

457,97

 R$ 588,15

130,18 

28,5 

187.772

Histerectomia Total

545,15

R$ 700,29

 155,14

28,5 

55.222

Insuficiência respiratória aguda

457,97

 R$ 800,80

342,83 

74,7 

53.003

Enfisema pulmonar

457,97

 R$ 815,57

 357,60

 78

15.023

Vasectomia

219,05

R$ 292,45

73,40 

 33,5

14.021

Colectomia parcial (hemicolectomia)

1.590,95

R$ 2.341,50

750,55 

47,2 

7.002

 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta