Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

FBH diz que usuários sentirão no bolso novo rol da ANS

Publicidade

A conta hospitalar que antes refletia na receita das operadoras poder ser uma experiência mais negativa para os beneficiários, que, de acordo com a Federação Brasileira de Hospitais (FBH), sentirão o reajuste dos contratos no bolso.

Deixe o seu comentário sobre esta notícia

Tem mais informações sobre o tema? Então, clique aqui

A empresa de análise de risco Austin Ratings prevê um reajuste de 5,76%, o mesmo índice de 2007. A Associação Brasileira de Medicina em Grupo (Abramge) diz que o aumento pode ser de até 10%.

Com a ampliação do rol de procedimentos obrigatórios dos planos de saúde, as operadoras ainda não estão autorizadas a aumentar o valor das coberturas.

Para a Agência Nacional de Saúde (ANS) e para a Austin o reflexo desse aumento será notável em 2009.

Em meio às previsões, a FBH acredita que independente do reajuste o repasse ao hospital deve ser garantido. “Os hospitais precisam receber das operadoras, que necessitam estar com a saúde financeira em dia. Anualmente, deveria ser feito um levantamento dos custos para saber a real necessidade e o valor pago pelos consumidores, para que não haja defasagem. Se as operadoras quebrarem os prejudicados serão os próprios usuários”, diz Eduardo de Oliveira, presidente da FBH.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta