Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Fapesp destina R$ 175 mil para associação de lesões labiopalatais

Publicidade

O apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) está sendo fundamental para o desenvolvimento de pesquisas da Rede Nacional de Associações de Pais e Portadores de Lesões Labiopalatais (Rede Profis). A verba destinada até o momento são de R$ 95.105,83 para estruturação da rede e R$ 80.030,00 para a despesa com bolsistas, num total de R$ 175.135,83. A autora deste projeto é Maria Inês Gândara Graciano, pioneira do serviço social do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo (HRAC/USP) – Centrinho, de Bauru, que hoje tem 43 associações espalhadas pelo país. Este projeto abriu o caminho para a existência de uma inédita rede nacional no âmbito das fissuras labiopalatais – oficialmente criada em 16/7/04 e proporcionou a elaboração de um cadastro brasileiro de associações de pais e pacientes, desenvolvimento de site (http://www.redeprofis.com.br), intercâmbio técnico/científico entre os participantes e capacitação de dirigentes.
Maria Inês está buscando junto à Fapesp a prorrogação da fase dois do projeto de rede, que terminaria em setembro de 2005, para até março de 2006. O apoio da Fapesp permitirá que a implementação de atividades da Rede Profis para melhor congregar e defender os interesses das associações, além de aprofundar os estudos para articular novas políticas juntos aos poderes públicos com o objetivo de assegurar os direitos da pessoa com deficiência.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta