Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Fabricantes criam consórcio para exportação

Publicidade

Treze fabricantes de equipamentos médico-hospitalares, odontológicos e laboratoriais reuniram-se em um consórcio para diminuir custos operacionais e ampliar sua exposição no exterior. O consórcio é formado pela Fanem, Carci, Dixtal, MarcMil, MarcBelle, Nevoni, Erwin Guth, Baumer, Lifemed, Fami-Itá, Makarios, Descarpack e Conexão. Segundo Walter Lafratta, gerente de comércio exterior da Fanem, a expectativa das empresas, em sua maioria de pequeno porte, é dividir custos para os contatos e fechamento de parceiros no exterior. “A exportação exige muitas viagens aos países que se quer atingir, até o fechamento de uma representação comercial. Com o consórcio, as empresas vão pagar uma mensalidade de participação e um só gerente comercial fará as viagens de prospecção, diminuindo o risco e os custos envolvidos”, destaca Lafratta.
O consórcio contratou uma consultoria para o detalhamento da estratégia comercial e orçamento que está sendo apresentado à APEX – Agência de Promoção das Exportações Brasileiras. “Se aprovado pelo órgão teremos um apoio de 50% dos custos totais”, explica o executivo. Além da Apex, a organização do consórcio tem a aprovação da ABIMO – Associação Brasileira da Indústria Médica Hospitalar Odontológica e de Laboratórios.
Segundo Lafratta, a Fanem, fabricante de equipamentos neonatais, está entre as empresas com maior experiência em exportação, com vendas externas alcançando 30% do faturamento. “Estamos levando nossa experiência nessa área para outras companhias do grupo”, afirma Lafratta.
A maioria dos integrantes do consórcio conta com as certificações CE, ISO 9000 e IEC, o que facilita a aceitação dos produtos no mercado externo.
O diretor da Carci, Orlando de Carvalho, destaca que a empresa já possui negócios com países como Portugal, Grécia, Bulgária, Palestina, Taiwan, Egito, Marrocos, Turquia, Chile, Bolívia, Eqeuador, Colômbia e Venezuela. A exportação, segundo o executivo, já representa 15% da receita da Carci, fabricante de produtos para as áreas de fisioterapia e reabilitação física.
Entre as ações que contribuíram para este resultado está a participação da Carci nas feiras internacionais Médica, na Alemanha, na Arab Health, no Oriente Médio, além da conquista da certificação CE para o equipamento de hidroterapia Turbilhão.
Segundo Carvalho, um dos objetivos das empresas que participam do consórcio, é alcançar mercados como a China, Rússia, África e Índia.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta