Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Exportação: País estima negociar US$ 1,4 mi com a China

Publicidade

Após concluir um trabalho de inteligência de mercado rastreando os países que mais importam equipamentos médicos e odontológicos, a Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo), em cooperação com a Apex-Brasil, embarcou à China com sete fabricantes nacionais focados em prospectar novos negócios. “Identificamos que o mercado chinês é alvo certo. Somente em 2009 esse país investiu US$ 2,6 bilhões em importação de equipamentos e o Brasil exportou apenas 0,05% deste montante”, afirma o diretor-executivo da Abimo, Heli Maestrello, ao comentar que a meta é ampliar esses valores e chegar em 2011 com pelo menos 0,25%.

As empresas participaram da 63ª China International Medical Equipment Fair (CMEF) e retornaram com a expectativa de negociar US$ 1,4 milhão nos próximos 12 meses. A comitiva participou ainda de uma visita técnica à Mindray, companhia que fatura US$ 634 milhões e emprega 5,8 mil funcionários, e procura uma parceria no Brasil para montar e vender seus produtos.

De acordo com Maestrello, a única dificuldade do Brasil em relação ao mercado chinês é a exigência burocrática de registro dos equipamentos. Para isso, a Abimo já está em contato com uma consultoria americana para agilizar os processos, que devem exigir um investimento individual de cada empresa.

A meta é começar exportar equipamentos médicos e odontológicos para a China a partir do início de 2011. “Já estamos em contato com o centro de negócios da Apex naquele País, que além da parte de depósito estratégico visa projetos de prospecção”, conta.

O próximo passo da Abimo para estreitar ainda mais essa visão de negócio é participar da próxima CMEF, marcada para abril do próximo ano. Maestrello ressalta que o objetivo desta vez é levar no mínimo 14 empresas.

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta