Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Exclusivo: Para 31% dos executivos de Lifesciences serviços ainda não disponíveis responderão por 51% do faturamento

Publicidade

Um estudo da Deloitte, divulgado com exclusividade para o portal Saúde Business Web, traçou as perspectivas para o mercado de Lifesciences nos próximos oito anos. Para os principais executivos do setor, as prioridades são: aumentar investimentos na área de pesquisa e desenvolvimento (P&D), 74%, Fazer alianças e parcerias, 52%, gerenciar melhor os talentos, 41%, e aumentar a aproximação ao consumidor, 37%.
Para 31% dos entrevistados, em 2015, a porcentagem de faturamento gerado a partir da venda de novos produtos e serviços ainda não disponíveis no mercado será entre 51% e 75%.
A maioria, 60%, afirma que a melhor forma para conseguir maior penetração em novos mercados é por meio de fusões e aquisições. Os novos mercados, especialmente os países emergentes, representarão 25% do faturamento das empresas.
Os países emergentes com maior potencial para o segmento são, pela ordem, China, Europa Central, Europa do Leste, Índia e América Latina.
Entre os principais desafios do setor estão: entregar inovações adequadas à demanda, expandir investimentos em P & D em mercados emergentes, modificar estratégias de vendas e de marketing, focar no recrutamento e retenção de talentos.
Foram entrevistados 193 executivos de empresas da área médica, farmacêutica e de biotecnologia, com faturamento entre US$ 500 milhões e US$ 15 bilhões.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta