✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Ética Saúde apresenta novos integrantes e discute estratégias para 2018

Publicidade

O Instituto Ética Saúde tem dois novos associados: a Fundação São Francisco Xavier – braço social da Usiminas nas áreas de saúde e educação – e o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH) – que administra instituições de saúde públicas e privadas. O anúncio foi feito pelo presidente do Conselho de Administração, Gláucio Pegurin Libório, no início da 5ª Reunião do Conselho Consultivo do IES, realizada em São Paulo, no dia 22 de novembro.

Participaram da reunião representantes da Associação Brasileira de Auditores em Saúde – AUDIF, Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo – FEHOSP, Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Produtos para Saúde – ABRAIDI, Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios – ABIMO, Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde ABIMED, Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular – SBCCV e Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT, todos membros do Conselho Consultivo. Como convidados, estavam presentes também o Hospital Albert Einstein, associado do IES, e o Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-facial – CBCTBMF.

Depois de apresentar oficialmente o novo diretor Executivo do Instituto, Carlos Eduardo Gouvêa, Gláucio Pegurin Libório destacou que o IES acaba de assinar o Acordo de Cooperação com o Tribunal de Contas da União (TCU) e abriu o diálogo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Ministério Público de SP e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Ele atualizou ainda os resultados do IES: 522 denúncias e 1322 denunciados até outubro, sendo que 80% foram tratadas pelo Conselho de Ética e 21 associadas já foram notificadas para adequação de programas de compliance.
A ampliação do mapeamento de riscos de conformidade em atividades hospitalares foi um dos itens comentados no encontro. “Com a entrada do Einstein e de outros hospitais, será possível desenvolver ainda mais a percepção e orientações do IES”, disse Libório.

Próximo ano
Carlos Eduardo Gouvêa destacou que para 2018, uma das metas do Instituto Ética Saúde é contar com a adesão dos laboratórios de diagnóstico. “Reuniões já estão sendo agendadas com este intuito”, afirmou. Foi discutida também a importância de se intensificar as ações para obter a adesão dos grandes fabricantes e das respectivas redes de distribuição.
Outra meta para o próximo ano será a construção do reconhecimento para as empresas que estão se adequando aos princípios do compliance e de transparência. “Precisamos divulgar o comprometimento dos que trilham o caminho da ética”, defendeu Libório. O advogado do escritório Correia da Silva Advogados, que assessora o IES, Rodrigo A. Correia da Silva, lembrou que o ideal é “a adesão firme a cultura de compliance em todos os elos do segmento da saúde. A partir daí, será possível ranquear cada fornecedor, cliente ou parceiro, num mapa de risco: quanto mais maduro o compliance daquele ator, menos risco ele oferece aos que com ele interagem”.

Sociedades de especialidades médicas
Com a presença da SBCCV, SBOT e CBCTBMF, uma segunda reunião foi realizada, em seguida, para esclarecer as sociedades médicas sobre as normativas relacionadas aos patrocínios dos fornecedores de produtos médicos e farmacêuticos a respeito da participação de profissionais da saúde em eventos e congressos, a partir de janeiro de 2018.

       
Publicidade

Deixe uma resposta