Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Escola pode ser aliada na vacinação

Publicidade

Especialistas reforçam papel das instituições de ensino na prevenção de doenças de crianças e jovens

A escola pode desempenhar um importante papel na promoção de vacinação de crianças e jovens, seja orientando alunos, funcionários e familiares, inserida em políticas públicas de ampliação da cobertura vacinal ou, quando possível, realizando campanhas de vacinação em suas unidades. O assunto está em pauta na XI Jornada Nacional de Imunizações e na VI Jornada Fluminense de Imunizações, promovidas pela Sbim – Sociedade Brasileira de Imunizações, entre 26 a 29 de agosto, no Rio de Janeiro.

Segundo o pediatra Abelardo Bastos, presidente do Comitê de Saúde Escolar da Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro e membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, levantamentos realizados no país mostraram que um número significativo de crianças e jovens está com suas carteiras de vacinação incompletas. “Muitas vezes, os pais não levam seus filhos para tomarem doses de reforço, necessárias para garantir uma prevenção completa de determinadas doenças. Há também vacinas recomendadas pelas sociedades médicas, mas que são ignoradas pelos responsáveis porque não estão disponíveis nos postos públicos”, explica o pediatra.

De acordo com a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Isabella Ballalai, muitos pré-adolescentes e adolescentes, bem como seus responsáveis, pensam que vacina é “coisa de criancinha”. “Esse é um grande erro. Meninas a partir dos 9 anos deve

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta