Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Esaote prevê faturamento de US$ 24 milhões no Brasil

Publicidade

A italiana Esaote Healthcare, fabricante de aparelhos de Diagnóstico por Imagem, chegou ao Brasil há cerca de sete meses e já faturou US$ 16 milhões. Presente há 20 anos em 13 países, a companhia enxergou uma enorme oportunidade de investimento no Brasil, enquanto os Estados Unidos se mostravam estagnado em função da crise.

“Vimos o Brasil crescendo em pleno momento de crise, assim como a China e a Índia. E os resultados positivos alcançados em apenas sete meses nos faz projetar um faturamento de US$ 24 milhões em 2010”, conta o presidente mundial da Esaote, Fabrizio Landi.

Estar presente na 40ª Jornada Paulista de Radiologia (JPR) é um dos planos da empresa para que e suas estimativas sejam concretizadas. Com investimento de R$ 1 milhão, a Esaote espera ter um retorno financeiro de US$ 4 milhões ao longo dos três dias de evento. “Nossa meta é se posicionar entre os dois primeiros lugares no mercado de ultrassonografia, que é um mercado de US$ 100 milhões”, explica o CEO da Easote Healthcare do Brasil, Edson Lopes, ao reforçar que pretende fazer 25% do mercado como um todo.

Em 2010, devem ser produzidos cerca de 600 equipamentos de ultrassom e 16 ressonâncias magnéticas, somente no Brasil. A produção mundial gira em torno de 10 mil ultrassons e cerca de 120 mil unidades no geral, o equivalente a US$ 5 bilhões. Já o faturamento mundial tem uma média de US$ 450 milhões. “Crescemos 8% em 2009, quando comparado com os resultados obtidos em 2008”, destaca Landi.

A Esaote investe por ano 10% do seu faturamento em novos produtos, o que representa de três a quatro novos produtos. Nos últimos quatro anos a companhia investiu US$ 43 milhões por ano em desenvolvimento, representando um montante de US$ 220 milhões.

Os novos produtos seguem sempre a linha do que é tendência no mercado que, segundo os executivos, está representada pela linha da portabilidade. Para Landi, os equipamentos portáteis devem estar em destaque a partir deste ano. “Tem um conceito que diz que a tecnologia deve substituir o estetoscópio do médico, e nós estamos muito alinhados a isso”, conclui.

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta