Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Epidemia de cólera no Haiti ainda não foi controlada

Publicidade

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que a epidemia de cólera no Haiti ainda não atingiu o pico e não está sob controle. Ao todo, a doença já provocou a morte de 284 pessoas e infectou 3.612.

De acordo com a agência portuguesa Lusa, a coordenadora do grupo especial de luta contra o cólera da OMS, Claire-Lise Chaignat, recomendou que autoridades haitianas se preparem para “o pior cenário”, ao se referir à possibilidade do cólera atingir Porto Príncipe.
Na capital, milhares de pessoas vítimas do terremoto de janeiro ainda vivem em campos de refugiados. O tremor deixou mais de 250 mil mortos.
As áreas mais atingidas pelo cólera, até o momento, são Douin, Marchand Dessalines e os arredores de Saint-Marc, a cerca de 100 quilômetros de Porto Príncipe. Vários casos foram registrados também na cidade de Gonaives e em vilarejos próximos à capital, como Archaei, Limbe e Mirebalais.
Chaignat destacou que a taxa de mortalidade do cólera no Haiti caiu de 10%, no início da epidemia, para 7,7%. O índice, entretanto, ainda é considerado alto pela OMS.
Ajuda Humanitária
Um avião Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira partiu na quarta-feira (26) rumo ao Haiti com quatro toneladas de ajuda humanitária e materiais sanitários, para colaborar no combate ao surto de cólera que já deixou 292 mortos no país.
Segundo o Ministério da Saúde, o carregamento possui, entre outros materiais, 10.575 doses de hipoclorito de sódio para purificar água, 12.600 envelopes de hidratação, 3.500 frascos de soro injetável e 3.200 pares de luvas descartáveis.
Além da ajuda sanitária e do envio de dois médicos especialistas em epidemias, que viajaram hoje para o Haiti, o Brasil doou US$ 2 milhões para auxiliar o combate ao surto de cólera.
A Organização Mundial da Saúde advertiu que o surto “ainda não alcançou seu ponto máximo, embora a taxa de mortalidade esteja diminuindo”, e que está centrado no departamento de Artibonite (norte) onde foi registrado 96% dos casos. As autoridades haitianas confirmaram, até o momento, 292 mortes e 4.147 pessoas infectadas.
Leia mais:
Brasil envia medicamentos para combater cólera no Haiti

Você tem Twitter? Então, siga
 http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta