Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Entidades pressionam por criação de piso salarial

Publicidade

Na última semana, representantes de entidades médicas cobraram, em audiência na Câmara dos Deputados, piso salarial, plano de carreira nacional para a categoria e melhores condições de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS).
Deixe o seu comentário sobre esta notícia
Tem mais informações sobre o tema? Então, clique  
Para o coordenador da Comissão Nacional pró-SUS do Conselho Federal de Medicina, Geraldo Guedes, o profissional médico não é melhor do que outro, mas é a base do Sistema. Ele argumentou que sem o piso salarial, médicos tendem a abandonar o atendimento público.
vice-presidente da CSS e presidente da Frente Parlamentar da Saúde, o deputado, Rafael Guerra, comentou que a Câmara dos Deputados já votou em pisos salariais de R$12 mil para agentes carcerários e R$19 mil para delegados, e acha mais do que justo os médicos receberem R$ 7.503,18. Guerra avaliou que as reivindicações dos médicos são justas, mas de difícil implementação. Assim, o deputado pontuou que eles poderão ser atendidos se houver mais mobilização da categoria.
Entre as reivindicações dos médicos estão um serviço público eficiente na área da saúde, com gestão competente e financiamento adequado; melhor estrutura para atendimento; reajuste nos honorários da tabela SUS, com a adoção da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM); salário mínimo profissional de R$ 7.503,18 por 20 horas de trabalho; carreira de Estado e implantação de Plano de Cargos e Salários para os médicos atuantes no SUS.
* Com informações da Agência Câmara.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta