Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Empresas comemoram bons negócios

Publicidade

A presença massiva de empresas de tecnologia da informação foi um dos destaques da Hospitalar 2004, refletindo o interesse crescente do setor por esse tipo de solução. Os fornecedores comemoram o movimento intenso e o início de diversas conversações que podem resultar em bons negócios. O evento que reúne setor de saúde, termina no dia 4. ?Estamos recebendo um número muito grande de pessoas interessadas no sistema e a expectativa é de que a participação no evento resulte em, aproximadamente, nove novos contratos?, revela Ernani Almada, diretor-comercial da Next Sistemas, fornecedora de soluções de gestão.
Almada conta que uma das surpresas foi a forte demanda por sistemas para laboratórios. ?Os grandes destaque foram essas soluções e as ferramentas para saúde pública?, afirma. Segundo a analista, a expectativa é atingir crescimento de 85% em 2004.
Com perspectiva de crescer 20% a receita e 50% a base de clientes, a TrakHealth está animada em relação à freqüência na feira. ?Estamos estabelecendo muitos contatos, inclusive com países da América Latina, como Argentina, Uruguai e México?, comemora Jamil Mattar, diretor da TrakHealth do Brasil. Em sua opinião, o evento é muito eficiente para turbinar negócios. ?Conseguimos contatar clientes, futuros usuários e parceiros e notamos que o mercado está mais maduro e já consegue enxergar valor nos sistemas?, destaca.
De acordo com Danilo de Deus, da RM Sistemas, a Hospitalar 2004 está atendendo expectativa da fornecedora. ?Em função da característica da nossa solução, que envolve um projeto mais amplo, não temos perspectiva de fechar negócios durante o evento, mas o volume de visitantes e de contatos está elevado e acreditamos que a feira irá gerar bons negócios.
A Anflatech, desenvolvedora de sistemas de gestão também esta otimista. ?A procura por informações mais aprofundadas sobre as soluções é grande, principalmente, por parte dos hospitais?, comenta Marília Godoy, da área de marketing da Anflatech.
A Dupont, que apresenta sua linha de Corian, material asséptico maciço usado em diversas aplicações como tampos e lavatórios, considerou os primeiros dias da feira tranqüilos, mas acredita que deve manter o mesmo volume de negócios dos anos anteriores. ?Geralmente os contatos estabelecidos durante o evento resultam em, ao menos, cinco grandes projetos que se efetivam?, revela, comentado que a Dupont espera crescimento de 20% no faturamento proveniente do setor de saúde.
A CRX, do setor de equipamentos de raios X, deve iniciar a exportação de seus produtos a partir do segundo semestre. Quem garante é o gerente comercial da companhia, Odair de Souza. ?Vamos explorar o leste asiático, a América Central e a África?, afirma.
Já a Novomédica anunciou, durante a feira, a venda de equipamentos da IMD e da Universal para o Hospital e Maternidade São Luiz, de São Paulo. O pacote inclui arcos cirúrgicos e aparelhos de raio X. A distribuidora, de alcance nacional, opera com sete fabricantes. ?Até o final do ano teremos um novo parceiro, também da área de diagnóstico por imagem?, adianta César Nicolino, diretor da Novomédica.
A Baumer, fabricante de equipamentos e de implantes ortopédicos, segundo o diretor comercial Wagner Mazolli, a empresa fechou negócios de R$ 850 mil, entre vendas durante a feira e perspectivas de futuros clientes. O executivo destaca que neste ano a visitação estrangeira foi maior que o ano passado, sinalizando boas perspectivas de exportação.
A Siemens também teve bons motivos para comemorar. Anunciou durante a feira o fechamento de um acordo de fornecimento de sistemas de tecnologia da informação Soarian MedSuite para o Hospital Mãe de Deus, de Porto Alegre.
A Fanem, fabricante de equipamentos, fechou a venda de 60 incubadoras para o Paraná. Segundo a presidente, Marlene Schmidt Rodrigues, a empresa deve ingressar em novos mercados, oferecendo seus produtos a países como Portugal e Estados Unidos.
A desenvolvedora de sistemas de gestão WPD também avaliou como excelente sua participação na feira. ?Fechamos negócio com um grande grupo médico hospitalar, o qual divulgaremos o nome nas próximas semanas, e ainda mantivemos contatos profissionais de alto nível?, comentou Walter Amorim, Diretor Presidente da WPD. Segundo o dretor presidente, a empresa ainda manteve contato com hospitais de países como Iraque, Bolívia, Argentina e Venezuela. ?Também demos início a outros cinco novos contratos com grupos de São Paulo e do Rio de Janeiro que serão finalizados nos dias seguintes a feira?, ressaltou Clayton Montarroyos, gerente de negócios da WPD.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta