HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Quero! Agora!

“Empreendedorismo é abraçar uma série de desconhecidos”, diz Cláudio Terra

Publicidade

O mercado de saúde tem apostado na melhoria nos serviços médicos, e, de encontro com essa aposta, as startups criam soluções capazes de reduzir custos e aumentar a produtividade dos médicos. Provando que a área da saúde tem um grande potencial para o empreendedorismo.

O QualiHosp, Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde, realizado entre 21 e 22 de março promoveu a discussão da temática “Empreendedorismo em Saúde: O que há de novo?”.

O debate contou com a presença dos seguintes convidados: Wellington Nogueira, Doutores da Alegria, Cláudio Terra, Hospital Israelita Albert Einstein e Marcelo Bosio, Conasems (RS) que trouxeram importantes apontamentos sobre o tema.

O empreendedorismo pode ser compreendido como um anseio de fazer algo relevante para o mercado. Em vários contextos, significa “montar uma empresa”, entretanto essa é uma incumbência que carece não apenas de conhecimento técnico em uma área médica, ou mais apurado em uma tecnologia e sim de entender que isso envolve a gestão de riscos.

Dentro do empreendedorismo, a área da saúde apresenta um desafio, uma vez que os seus envolvidos não contam nas universidades com disciplinas que o preparem de fato para a gestão. De acordo com Cláudio Terra, na saúde, os profissionais se tornam extremamente analíticos e realizam diferentes análises em busca de segurança e evidência. Entretanto, ao se criar um negócio, o que menos se encontra é a evidência.

Wellington Nogueira reitera que é preciso não ter medo de pensar nesse redesenho do cuidado da medicina, pelo qual se acredita e que a intuição é um importante aliado na construção de um negócio. Ele ainda declara: “Eu acredito muito naquilo que nos toca”.

No decorrer do bate-papo, Cláudio Terra afirmou: “ Empreendedorismo é abraçar uma série de desconhecidos, tanto que não falamos em gestão de projetos e sim gestão de descobertas, vamos descobrindo uma série de coisas e aprendemos a encontrar uma solução”.

O almejado sucesso no empreendedorismo só existe com a realização dos seguintes passos: elucidação do tipo de produto e empresa que se deseja investir, definição de  sócios e parceiros e estudo constante sobre o mercado e suas variantes.

Marcelo Bosio reiterou sobre a necessidade de ampliar o olhar, ouvir sugestões, conhecer possíveis concorrentes, listar diferentes soluções e se manter atento sobre as tendências de mercado e seus impactos.

E, ainda, é preciso ter em mente que a ciência é importante, mas apenas um pedaço do empreendedorismo.

       
Publicidade

Deixe uma resposta