Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Einstein utiliza nova técnica italiana de cirurgia de hemorroida

Publicidade

O Hospital Israelita Albert Einstein começa a utilizar uma nova tecnologia em cirurgias de hemorroida. É a Desarterialização Hemorroidária Transanal guiada por Doppler (THD), uma técnica italiana realizada sem corte e sem dor, o que proporciona rápida recuperação e mínimo risco de complicações pós-operatórias. A instituição é a primeira no País a realizar tal procedimento.

Conforme explica o médico-cirurgião do Einstein, Sidney Klajner, a TDH é realizada com anestesia local e sedação. Durante a cirurgia, o Doppler (equipamento de ultrassom que mede o fluxo sanguíneo pelo som) é inserido no canal anal para identificar a pulsação. Com uma agulha que passa pelo interior do equipamento, o cirurgião costura a veia em um ponto específico, cessando a causa do problema.

“Fazemos uma ligadura das artérias principais, o que proporciona redução do fluxo arterial na região, diminuição a tensão local e cura da doença hemorroidária”, diz Kajner.

Diferente das técnicas tradicionais, que são mais invasivas e resultam em dor no pós-operatório, a THD não traz riscos de sangramento, trombose ou rompimento de músculos. “Além disso, a técnica permite ao paciente voltar para casa até no mesmo dia e retomar as atividades normais no dia seguinte, sem nenhuma dor ou risco de reincidência”, acrescenta o cirurgião.

A THD já é utilizada em países como Itália, Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Portugal, Polônia, EUA e México.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta