Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Doença crônica provoca seis de cada 10 mortes no mundo

Publicidade

O crescimento econômico de países em desenvolvimento tem gerado aumento de diabéticos, pessoas com câncer e com doenças pulmonares e de coração – as chamadas doenças crônicas.
De acordo com Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, a doença crônica provoca seis de cada 10 mortes no mundo. Mais de 80% dessas mortes ocorrem em países em desenvolvimento, segundo dados divulgados durante a rodada de Doha, em Davos, na Suíça. No entanto, apenas 3% dos recursos assistenciais são direcionados para solucionar tal problema. Segundo Ban Ki-moon, as doenças não-transmissíveis devem ser colocadas na agenda de prioridades.
Papel da indústria

O secretário pediu uma maior colaboração das indústrias farmacêuticas no desenvolvimento de medicamentos para os países de baixa renda. Além disso, fez um apelo à indústria alimentar para que reduzam  o açúcar, sódio e graxo, bem como a publicidade dirigida às crianças.
Executivos da indústria alimentícia e farmacêutica concordaram com as orientações, e se comprometeram com uma colaboração mais estreita com o governo e organizações não-governamentais.
Outro assunto abordado durante o fórum econômico foi sobre a telessaúde e medicina móvel, onde a penetração da telefonia móvel pode ser usada para a prevenção e promoção da saúde. 
O sucesso no combate ao HIV foi tido como exemplo para as futuras políticas de combate às doenças crônicas.  
Números 
? 35 milhões de pessoas morrem todo ano devido a doenças crônicas
? As doenças crônicas não são mais o “fardo do homem rico”. Mais de 80% das mortes acontecem no mundo em desenvolvimento
Leia mais:

Preocupação com doenças crônicas afeta 88 % dos brasileiros, diz pesquisa

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.

 
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta