✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Distrito Federal tem um modelo ultrapassado de gestão

Publicidade

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse nesta quarta-feira (25), que não vai intervir nos serviços de saúde pública prestados no Distrito Federal. Faltam medicamentos na rede local, apesar de as verbas do governo federal estarem sendo repassadas ao governo.
e receba os destaques em sua caixa de e-mail.  
“O Ministério não reconhece falta de medicamentos nos hospitais do Distrito Federal. O que está ocorrendo, e já disse ao governador [Rogério Rosso], é a adoção de um modelo ultrapassado de gestão, que tem hospital como centro do sistema”, disse Temporão, que atribuiu a crise também ao abandono de programas de assistência à população como o Saúde da Família.
O ministro falou sobre a situação da saúde pública no Distrito Federal após a solenidade em que assinou portarias de reestruturação do tratamento de câncer pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que vai beneficiar estados e municípios, inclusive o DF, com mais R$ 412 milhões.
Você tem Twitter? Então, siga https://twitter.com/ e fique por dentro das principais notícias do setor.
 

       
Publicidade

Deixe uma resposta