Semana da Saúde 2017 Semana da Saúde: discuta os principais assuntos de Tecnologia da Informação em 10 Webinars. Reserve seu lugar! Clique aqui

Distribuição de genéricos amplia indústria farmacêutica

Publicidade

Uma pesquisa realizada pelo IMS Health, apresentada durante a palestra realizada na Abradilan Farma & HPC 2011, em Belo Horizonte, MG, mostrou que o Brasil representa 42% do setor farmacêutico na América Latina. Além disso, foi constatado que a distribuição dos genéricos aumentou, atingindo maior número de pontos de venda no varejo. Desta forma, a população das áreas periféricas passou a ter mais acesso aos medicamentos, fazendo com que, consequentemente, as pequenas e médias redes de farmácia e drogarias crescessem.
De acordo com o estudo, os dados são resultado dos expressivos crescimentos que ocorreram no País, como a melhora na distribuição de renda, o aumento do consumo e a baixa taxa de desemprego.

Segundo a Associação Brasileira dos Distribuidores de Laboratórios Nacionais (Abradilan), a participação dos fornecedores regionais é importante, pois são eles os responsáveis pelo acesso dos medicamentos em regiões mais afastadas
De acordo com o estudo do IMS Health, de um total de 59.951 farmácias no Brasil resultando em um faturamento de 34 bilhões de reais, 12.342 lojas são atendidas prioritariamente pelos distribuidores regionais e movimentam 4,4 bilhões de reais por ano.
Perspectivas
De fato, a Abradilan, que hoje conta com 116 associados, atesta o otimismo no setor. Uma enquete realizada recentemente pela associação, para avaliar as perspectivas de crescimento dos negócios para 2011, concluiu que:

  • 27,87% deles projetam um crescimento de até 10%.
  • 26,23% projetam um crescimento de 11 a 20%.
  • 22,95% projetam um crescimento de 21 a 30%.
  • 22,95% projetam um crescimento superior a 30%.

 Outra enquete realizada para identificar as projeções de investimentos dos associados, mostrou que:

  • 7,79% projetam investir na ampliação do Centro de Distribuição.
  • 42,31% projetam investir na qualificação da equipe de colaboradores.
  • 44,23% projetam investir na qualificação da equipe de colaboradores e na ampliação do centro de distribuição.
  • 5,67% não irão fazer investimentos neste ano.

A empresa concluiu que 2011 será bastante promissor para os distribuidores, pois está na mão deles a garantia de maior alcance dos medicamentos das empresas produtoras e a sobrevivência do pequeno estabelecimento farmacêutico.

 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta