Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

DF: Novos hospitais fazem parte de planos de campanha

Publicidade

Tecnicamente empatados com 36% das intenções de voto os candidatos ao governo do Distrito Federal, Roriz (PSC) e Ângelo (PT) aumentam seus esforços para arrecadar mais eleitores. De acordo com a pesquisa realizada pelo Ibope em 30 de agosto e registrada no TER/DF sob o protocolo 28039/2010, os candidatos possuem 36% das intenções de voto.
e receba os destaques em sua caixa de e-mail.
De acordo com o candidato a governados do DF pelo PSC, Joaquim Roriz, a nova gestão pretende garantir a qualidade do Sistema Único de Saúde (SUS) melhorando a gestão e priorizando ações preventivas à saúde da população. Abaixo estão outras propostas de Roriz para a área da saúde.

  • Implantar a “Cidade da Saúde” fazendo de Brasília uma referência nacional.
  • Resgatar a qualidade da prestação dos serviços de saúde pública do DF.
  • Implementar a informatização da rede de saúde.
  • Adequar a oferta de leitos de Tratamento Intensivo – UTI aos parâmetros preconizados pelo Ministério da Saúde.
  • Promover ações preventivas de Saúde para a população do Distrito Federal, com a ampliação das equipes do Programa Saúde da Família, internação domiciliar, programas de vacinação e de prevenção de endemias.
  • Ampliar os cursos superiores na área de saúde pública na Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciência da Saúde.
  • Incentivar a criação de Centros de Excelência em Saúde.
  • Proporcionar atendimento especializado aos portadores de câncer.
  • Ampliar a capacidade médico-hospitalar.
  • Melhorar a gestão dos recursos financeiros e materiais por intermédio da informatização e da capacitação profissional.
  • Reestruturar o serviço de transplantes de órgãos no Distrito Federal.
  • Disponibilizar centros de saúde com atendimento 24 horas.
  • Criar a Cidade da Saúde como centro de referência de ensino, pesquisa e atendimento especializado.
  • Construir hospitais nas cidades com mais de 100 mil habitantes.
  • Retomar a construção de centros de saúde urbanos para cada grupo de 30 mil habitantes.
  • Levantar as necessidades de pessoal para complementação das equipes das unidades de saúde e do Programa Saúde da Família.
  • Ampliar a capacidade hospitalar de atendimento a pacientes que necessitam de tratamento intensivo, aumentando os leitos de UTI na rede pública, com reativação dos leitos bloqueados e ampliação de unidades existentes.
  • Implantar Farmácias regionalizadas para distribuição de medicamentos de uso contínuo e de alto custo para atendimento descentralizado à população.
  • Ampliar a formação de equipes multidisciplinares para atendimento domiciliar, com fornecimento de equipamentos e material de apoio.
  • Ativar leitos bloqueados tanto de internação como de UTI, visando diminuir a internações em leitos contratados.
  • Construir o Hospital do Câncer.
  • Construir a sede da Escola Superior de Ciências da Saúde.
  • Analisar necessidades regionais com estudo demográfico, visando a construção de Centros de Saúde nas regiões administrativas que não estejam atendidas neste critério.
  • Construir policlínicas para servirem de referência entre os Centros de Saúde e os Hospitais Regionais no atendimento a especialidades clínicas.
  • Implantar os controles informatizados em todas as regionais de saúde, visando a total integração das unidades de saúde do Distrito Federal.
  • Implantar em todas as regionais de saúde o prontuário eletrônico.
  • Adotar controles informatizados para procedimentos, escalas, leitos, distribuição de medicamentos e materiais, resultados de exames de imagem e laboratoriais.
  • Elaborar estudos e pesquisas para avaliação dos indicadores de saúde e de melhoria da qualidade de vida da população.
  • Capacitar profissionais que trabalham na Atenção Primária à Saúde do DF.
  • Realizar cursos técnicos e de especialização em Longevidade e Qualidade de Vida para os profissionais de saúde.
  • Adequar as escalas de trabalho visando aumentar o número de atendimentos nos Centros de Saúde.
  • Abastecer a rede hospitalar de medicamentos e materiais médico hospitalares.
  • Recuperar os equipamentos com defeito e paralisados e instalar os equipamentos que estejam em estoque.
  • Criar um mutirão de cirurgias em diversas especialidades, visando diminuir a fila de espera.
  • Implantar a regulação dos serviços de saúde conforme preconizada pelo Ministério da Saúde, por intermédio da informatização completa das unidades de saúde de toda rede do DF, para melhor controle das consultas e das internações.

O candidato do PT Ângelo pretende, se eleito, expandir os programas federais de saúde para todo o estado e construir novas unidades hospitalares.

  • Construir Unidades de Pronto Atendimento em Saúde em todas as regiões administrativas do DF.
  • Implantar o Saúde da Família em todo o DF com um mínimo de 400 equipes para atender à população.
  • Recuperar os hospitais públicos e pôr fim às filas de espera para atendimento médico-hospitalar.

Você tem Twitter? Então, siga https://twitter.com/ e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta