Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Descolamento de retina: uma emergência oftalmológica

Publicidade

O descolamento de retina ocorre quando a retina se descola da coróide, camada extremamente rica em vasos sanguineos e nutrientes, que também tem o papel de irrigar a retina. Quanto mais tempo a retina fica desprendida da coróide, mais desnutrida ela fica. A retina, então, que tem cor alaranjada e consistência flexível, assume uma cor esbranquiçada e apresenta um aspecto endurecido. Nos casos de descolamento da retina, o indivíduo não sente dor, mas a sensação é extremamente desconfortável. Pode haver a perda parcial ou total da visão – nos casos mais sérios – de um olho ou de ambos. Outro sintoma é enxergar um flash de luz extremamente intenso e veloz, ou então, passar pela chamada sensação de moscas volantes, como se existissem insetos voando, em seu campo de visão. Quando a pessoa se vê diante destes sintomas, não deve usar nenhum remédio ou colírio. O mais apropriado é procurar o mais rápido possível um atendimento oftalmológico. O prognóstico da visão vai depender da velocidade de ação para resolver o quadro clínico. Quanto maior a demora para diagnosticar e tratar o problema, mais tempo a retina ficará doente, o que poderá levar a danos permanentes na visão.

Dr. Virgilio Centurion, oftalmologista, diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.

www.imo.com.br

imo@imo.com.br

http://twitter.com/clinicaimo

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta