Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Dengue: atendimento tem falha em 69% dos casos

Publicidade

O atendimento de 69% dos casos de dengue apresenta falhas. A informação é de um levantamento inédito do Ministério da Saúde feito com os registros de pacientes que morreram em conseqüência da enfermidade este ano.
e receba os destaques em sua caixa de e-mail.   
A iniciativa também indica que metade das mortes ocorreu em cidades com baixa cobertura no Programa Saúde da Família.  A avaliação foi realizada com seis estados, que juntos, representam 70% do total de casos de morte no Brasil:  São Paulo, Minas, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia.
A  análise foi feita em parceria com as secretarias estaduais e municipais de saúdes, o estudo analisou prontuários, entrevistas com profissionais de saúde e familiares dos pacientes mortos. Foram 66 casos de morte analisados até o momento, número que permite a criação de alguns indicadores, a principal constatação é que os doentes não são atendidos conforme as orientações estabelecidas pelo  Ministério.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) ressalta que as mortes são evitáveis , o máximo permitido é de até 1% dos casos graves, número bem abaixo do que é registrado no País.  O levantamento tem o objetivo de  descobrir os motivos de taxas tão elevadas, a análise final está prevista para ser divulgada até o fim do mês. O máximo tolerado é bem  menos que o registrado no País. Até julho, a taxa de mortalidade foi de 3,9%. A pesquisa do ministério, cujos números finais devem ser divulgados até o fim do mês, quer descobrir os motivos de taxas tão elevadas.
A necessidade de resolver a questão é reafirmada pelos números da doença no País. A epidemia deste ano já é a maior  registrada no Brasil. Até o início de julho foram contabilizados 788.809 casos suspeitos. Atualmente 19 estados , que abrigam 80% da população, possuem grau muito alto ou alto de ter epidemia no próximo verão.
Você tem Twitter? Então, siga https://twitter.com/ e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta