Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Definição do modelo de gestão aprimora atendimento em hospitais

Publicidade

O modelo de gestão de três instituições, divididas nas categorias filantrópica, privada e pública foi o tema do Painel Gestões de Sucesso, realizado ontem durante o Saúde Business Forum, promovido pela IT Mídia. O Hospital São Camilo (SP), Mater Dei (BH) e Hospital das Clínicas (SP) apresentaram seus projetos para aprimorar a gestão e melhorar o nível de qualidade de serviço. O São Camilo, de São Paulo, decidiu centralizar as áreas de compras, projetos, qualidade, pessoas, custos e comunicação. Os resultados obtidos foram redução de custos e padronização de produtos, equipamentos e processos. ?Unificamos o cadastro do corpo clínico, permitindo que os profissionais possam atuar em qualquer uma de nossas cinco unidades?, afirma Dr. Valdesir Galvan, diretor geral do Conselho Gestor do Hospitais Camilianos.
A instituição filantrópica, também investiu na profissionalização das contratações e apuração dos custos, com avaliações constantes verificando se os números estão seguindo o planejamento. ?Anualmente avaliamos os resultados obtidos em relação ao planejamento. Além disso, também temos um programa para medir a qualidade dos serviços prestados?, explica Galvan.
Conhecer bem o perfil do cliente e definir as metas para cada setor foi a estratégia adotada pelo Hospital Mater Dei, que obteve a acreditação da ONA nível 3. ?Nosso projeto empresarial passa por uma análise de cenário que é feita anualmente, observando o panorama interno e externo?, conta Dra. Norma Maria Salvador Ligório, diretora financeira. Segundo ela, a diretriz geral é feita anualmente enquanto o planejamento de cada setor é definido a cada semestre. ?Além do planejamento setorial estabelecemos metas de qualidade para cada setor?, aponta Norma.
Com orçamento de US$ 300 milhões anuais, o Hospital das Clínicas da FMUSP adotou o modelo do Prêmio Nacional de Gestão em Saúde. ?Criamos uma banca examinadora interna, a qual visita as unidades para avaliar sua atuação?, conta o Dr. Haino Burmester, chefe de gabinete da superintendência do Hospital das Clínicas, destacando que os examinadores não avaliam seu próprio instituto.
De acordo com ele, atualmente a instituição está mapeando e revendo processos e identificando os indicadores de desempenho. Burmester conta que os benefícios do projeto foram o aprofundamento do modelo de gestão e a integração entre profissionais das diversas unidades.
Em relação ao orçamento do complexo, o executivo explica que a maior parte dos recursos é proveniente de verbas estaduais e aproximadamente 15% é resultado dos atendimentos realizados por meio de convênios. ?Acredito que esse é um bom exemplo de uma parceria entre o setor público e o privado. Há um potencial imenso de melhorias a partir desse tipo de associação?, destaca Burmester.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta