Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Dasa divulga receita bruta de R$ 1,2 bilhão

Publicidade

O grupo Diagnósticos da América, Dasa, divulga hoje os resultados do 4T08, que consolidam o ano. Durante o período, o destaque foi a consolidação dos resultados dos investimentos feitos recentemente em expansão orgânica e aquisições que permitiu a empresa chegar a uma receita bruta de R$ 1.237 bilhão, representando um crescimento de 32,9% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Deixe o seu comentário sobre esta notícia

Tem mais informações sobre o tema? Então, clique aqui

A margem bruta de 2008 atingiu R$ 441,5 milhões. O Ebitda ajustado obteve um crescimento de 40,8% contra 2007, atingindo R$ 278,4 milhões em 2008, com uma margem de 24,5%.

Contudo, a empresa divulgou prejuízo líquido de R$ 13 milhões, retração de 122% sobre o lucro líquido de R$ 56,6 milhões do ano anterior. A defasagem é decorrente do maior nível de despesas financeiras com novas captações de recursos e com amortização e depreciação de ágio ocasionado pelos investimentos em aquisições e expansão das unidades.

No segmento ambulatorial & hospitalar, o Dasa finaliza 2008 com duas aquisições: o laboratório Maximagem, que complementa a gama de serviços de imagem das marcas standard em São Paulo; e o laboratório CEDIC/CEDILAB, que marcou a entrada do Dasa na cidade de Cuiabá, tanto em análises clínicas como em procedimentos de imagem. Na mesma frente, o grupo assinou contrato de compra da Unimagem na cidade de Fortaleza, finalizada em janeiro de 2009. Na frente de expansão orgânica, foram abertas 17 unidades.

No setor público, a companhia expandiu os serviços com os clientes atuais, atingindo 747 pontos de coleta ambulatoriais e hospitalares. Durante 2008, a empresa expandiu os serviços para a cidade de Vitória e assinou um contrato com o Governo do Rio de Janeiro para a operação no serviço de imagem em cinco hospitais.

No ano de 2008, o Dasa investiu R$ 148,9 milhões em Capex, reflexo dos investimentos feitos na abertura de unidades de atendimento, na reforma e ampliação de unidades de atendimento existentes, na Central de Relacionamento (Call Center), em laboratórios hospitalares na rede pública e privada, na compra de equipamentos de imagem e, na implantação de sistemas de informação na base instalada de unidades e produção. 

A dívida líquida do grupo chegou no quarto trimestre de 2008 a R$ 541,7 milhões, sendo R$ 208,9 milhões em moeda estrangeira, o que engloba financiamento de equipamentos e emissão de notas internacionais. Assim, o Dasa chega ao final de 2008 com uma posição de caixa de R$ 502,7 milhões, a ser destinado, prioritariamente, para aproveitamento das oportunidades. A previsão é terminar 2009 com sete novas unidades.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta