Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Dados sobre a Aids no Brasil estarão disponíveis na Internet

Publicidade

O Ministério da Saúde acaba de lançar um sistema on-line de monitoramento da Aids, o Monitoraids. O objetivo é fornecer aos parceiros do Programa Nacional de DST/Aids e à sociedade civil informações úteis que possibilitem acompanhar a resposta brasileira para o controle da Aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis. O Monitoraids está disponível no endereço eletrônico www.aids.gov.br/monitoraids . O sistema apresenta indicadores nacionais, regionais e estaduais. Alguns podem ser consultados por categorias, como idade, sexo e variáveis que caracterizam o nível socioeconômico. Os resultados da consulta são apresentados na forma de tabelas, gráficos e mapas. Estão disponíveis informações relacionadas a: recursos executados; apoio social; quantidade de preservativos vendidos por ano e atividades de prevenção; dados contextuais; conhecimento; comportamento sexual; populações vulneráveis ao HIV; testagem; transmissão vertical do HIV; prevenção e controle de DST; assistência à Aids; vigilância epidemiológica; controle e segurança do sangue; pesquisa; estigma e discriminação.
O Monitoraids apresenta dados como o número de testes para detecção de HIV pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o quantitativo de unidades dispensadoras de medicamentos anti-retrovirais, o total de pacientes em terapia anti-retroviral e os centros de testagem e aconselhamento existentes no Brasil. Além disso, o sistema fornece ainda custo, gasto e tempo de internação por Aids no SUS.
Para a construção de indicadores, foram utilizados dez sistemas de informações do Ministério da Saúde, bases de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Previdência Social (Dataprev), do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), pesquisas de comportamento sexual e estudos do Exército brasileiro.
O Monitoraids foi criado a partir de uma parceria entre o Programa Nacional de DST/Aids, a Fundação Oswaldo Cruz e o Programa Global de Aids do Centers for Disease Control and Prevention no Brasil. A atualização dos dados do sistema será anual e realizada pelas instituições que idealizaram o projeto.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta