Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Cremesp pede na justiça suspensão do curso de Medicina da Unicid

Publicidade

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), a Associação Paulista de Medicina (APM) e a Associação Médica Brasileira (AMB) impetraram mandado de segurança com pedido de liminar junto à 6ª Vara da Justiça Federal em São Paulo, no dia 2 de dezembro, questionando, no mérito, a validade da criação do curso de Medicina da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid). A ação deve-se ao fato de a autorização prévia do Ministério da Educação (MEC) – baseada em parecer do Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior -, para o funcionamento do curso ter expirado em outubro deste ano. Dentre os argumentos utilizados para embasar a mencionada ação judicial, as entidades médicas mencionam a existência de ressalvas apresentadas no parecer 308/2002, do Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior, quando da manifestação favorável para concessão da autorização prévia para criação do curso de Medicina. Na oportunidade, a Unicid recebeu as seguintes recomendações:

1. construção de dois laboratórios multiuso com capacidade, cada um, para 25 alunos;
2. ampliação do acervo da biblioteca, na área básica de saúde;
3. realização do treinamento dos docentes propostos para o ensino em ABP (Aprendizagem Básica em Problemas), com carga horária mínima de 156 horas por equipe experiente nessa filosofia de ensino.

Como o pedido de liminar foi indeferido no último dia 4 de dezembro, cujo intuito era impedir a realização do vestibular marcado para os dias 6 e 7 de dezembro de 2003, as entidades médicas interpuseram recurso junto ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região, requerendo a suspensão dos efeitos do vestibular, ou seja, a suspensão da divulgação dos classificados e do processo de matrícula.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta