HIS17 É hora de mudar a saúde! Faça como seus colegas, participe do HIS. Quero participar da mudança

Conselho Consultivo do Ética Saúde tem dois novos integrantes

Créditos: Creative abstract healthcare, medicine and cardiology tool concept: laptop or notebook computer PC with medical cardiologic diagnostic test software on screen and stethoscope on black wooden business office table with selective focus effect
Publicidade

A Associação Médica Brasileira – AMB e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular – SBCCV acabam de aceitar o convite para integrar o Conselho Consultivo do Instituto Ética Saúde. Agora serão três as entidades médicas que participarão do grupo, a primeira a ingressar foi a Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista – SBHCI.

“É com muito otimismo que recebemos a AMB e a SBCCV e vemos que a semente plantada no ano passado está germinando. O Ética Saúde tem se fortalecido ao longo de 2016 e está cada vez mais representativo com todos os segmentos da saúde. Somente dessa forma podemos criar um ambiente mais transparente e com melhor reputação”, comemora o presidente do Instituto Ética Saúde, Gláucio Pegurin Libório.

A AMB será representada no Ética Saúde pelo seu presidente, Florentino Cardoso Filho, e pelo secretário geral, Antônio Jorge Salomão. A SBCCV também será representada pelo presidente, Fabio Biscegli Jatene, e pelo coordenador da Comissão de Defesa Profissional, Walter José Gomes.

Os requisitos para indicar representantes no Conselho Consultivo do Ética Saúde são: ter ilibada reputação, notória representatividade no setor e atuação em prol da ética. “O caminho da integridade, combate à corrupção e ao suborno está sendo pavimentado nesse setor e é irreversível”, acredita a diretora-executiva do Ética Saúde, Claudia Scarpim.

Sobre o Ética Saúde

O Ética Saúde surgiu em junho de 2015 com o Acordo Setorial – Importadores, Distribuidores e Fabricantes de Dispositivos Médicos para autorregular o mercado. Uma iniciativa do Instituto Ethos e da ABRAIDI, logo se tornou um marco na saúde. No início de 2016, o Ética Saúde passou a ter personalidade jurídica e virou um Instituto.

O Instituto Ética Saúde busca garantir a segurança do paciente por meio de uma conduta ética entre paciente e médico em um ambiente de concorrência justa e transparente. Os objetivos consentidos do Instituto Ética Saúde incluem evitar incentivos ilegais ou antiéticos para agentes públicos e privados, prática de atos médicos ilegais ou antiéticos, evasões fiscais, irregularidades regulatórias, concorrência desleal, violação de direitos do consumidor e falsificação.

Este arcabouço será fiscalizado por meio de denúncias anônimas ou identificadas, com apuração justa e realização de um cadastro público positivo, para revelar à sociedade quais empresas atuam efetivamente de forma ética. O Canal de Denúncias é o www.eticasaude.com.br ou o 0800-741-0015 e é administrado de forma independente pela ICTS Protiviti, empresa premiada pela Controladoria Geral da União – CGU como sendo “Pró-Ética”, em 2015.

O Instituto Ética Saúde tem a governança formada por uma Assembleia Geral, onde fazem parte todos os associados; um Conselho de Administração, com mandato de dois anos e eleito pela Assembleia Geral; um Conselho Consultivo com representantes de entidades de todos os segmentos do setor de saúde; e o Conselho de Ética, órgão de caráter disciplinar formado por três integrantes, sem qualquer vínculo com o setor de saúde.

São atualmente integrantes do Conselho de Ética: o subprocurador da República, Antônio Fonseca, o presidente do Fórum Nacional Contra Pirataria, Edson Luiz Vismona e o professor da Universidade de São Paulo, Celso de Hildebrand e Grisi. E do Conselho Consultivo: além do Ethos e ABRAIDI, a Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde – ABIIS, Associação Brasileira de Auditores em Saúde – AUDIF, Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde – ABIMED, Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo – FEHOSP, Associação Nacional de Hospitais Privados – ANAHP, Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios – ABIMO e Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista – SBHCI.

       
Publicidade

Deixe uma resposta