🚀 HIS 17 Última chance: Mais de 5.000 inscritos! E você? Já emitiu sua credencial gratuita Clique aqui

Conheça os diferenciais dos projetos de arquitetura para ambientes de saúde

Publicidade

Projetar edifícios de saúde pressupõe do arquiteto conhecimento e domínio das diversas especialidades e tecnologias médicas, além da legislação específica do setor, fatores que têm impacto direto na organização destas instituições tão complexas. “Este conhecimento precisa ser constantemente atualizado dada a rapidez com que estas variáveis envolvidas na concepção dos projetos de saúde evoluem e mudam. Por isso, os projetos desta natureza necessitam de arquitetos especialistas”, defende a arquiteta Ana Carolina M. Tabach, diretora de projetos da C + A Arquitetura e Interiores.

Organizar os espaços de tais edifícios requer planejamento que se inicia a partir da definição estratégica do negócio pretendido. “Esta definição deve ser uma via de mão dupla entre o arquiteto, o cliente e todos os envolvidos na formatação do ‘negócio’, pois grande parte, ou a maior parte, do investimento será feita na implantação do edifício, no projeto arquitetônico. A contribuição destes profissionais pode estimular o arquiteto a procurar novas soluções”, conta Ana Tabach.

Um bom planejamento do edifício de saúde permitirá que os projetos sejam desenvolvidos com objetividade e dentro de um cronograma pré-estabelecido, que terá impacto sobre os custos dos investimentos, os custos operacionais e os custos de manutenção futura desta edificação. Conheça o trabalho destas profissionais, acessando: www.caarquitetura.com.br. Conheça o blog das arquitetas: http://www.anasnacasacor.blogspot.com

       
Publicidade

Deixe uma resposta