Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Congresso do IHF reúne lideranças de mais de 70 países

Publicidade

Começa hoje o 36º Congresso Mundial de Hospitais, evento oficial da International Hospital Federation (IHF), organização que reúne federações de hospitais de mais de 100 países. O congresso, realizado entre os dias 10 e 12 de novembro, no Rio de Janeiro, acontece pela primeira vez na América Latina. Com o tema A Saúde na Era do Conhecimento, o evento discutirá inovações, políticas e sustentabilidade no setor de saúde. Participam do evento 2 mil congressistas provenientes de 70 países. Modelo de saúde no Brasil e da América Latina. Durante o evento temas como a tecnologia em saúde, a era do conhecimento e qualidade, humanização na saúde. Empresários do setor, gestores hospitalares.

Ao dar boas vindas aos congressistas,o presidente da Confederação Nacional de Saúde e presidente do congresso, José Carlos Abrahão , salientou a gestão do ministro da Saúde, José Gomes Temporão e destacou a importância de um evento como esse para o País, ao ter o seu modelo de saúde destacado. “O Brasil vem avançando em desenvolvimento e inovação, que saiu da 15ª posição para 13ª posição no ranking de inovação. Isso reflete um braço da saúde”, pontuou.

Abrahão ainda enfatizou a importância  econômica do setor para o País. “O complexo de saúde reúne mais de 205 mil estabelecimentos de saúde, com 6700 hospitais, gerando 5 milhões de empregos diretos e indiretos. O setor não deixou de crescer e de empregar, mesmo em meio a crises. Isso mostra a nossa força”, afirma.

A diretora de sistemas de saúde da Organização Mundial de Saúde, Carissa Etienne, elogiou o modelo de saúde brasileiro, apontando-o  como “um exemplo a ser seguido nas reformas de saúde”.  A diretora ainda destacou a necessidade das discussões e parcerias entre países para a busca de soluções para alcançar os Objetivos do Milênio. “Há milhões de pessoas marginalizadas e desassistidas, e  é necessário pensar em reformas que melhorem o atendimento primário e tornem os serviços mais acessíveis para toda a população. E isso depende de inovações no setor.”

Na abertura, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, reforçou a boa visibilidade do Brasil perante o mundo nesse atual momento,  e destacou que a saúde não fica atrás. “É um país que se moderniza e se transforma, e a saúde acompanha esse processo.” Na visão do ministro, as políticas de saúde, a universalização, as parcerias público privadas e ainda o estímulo ao complexo produtivo de saúde refletem o bom desenvolvimento do setor no País. “Queremos ainda ajudar os países em piores condições a desenvolver suas política de saúde”, pontua.

O ministrao destacou ainda a força da rede hospitalar brasileira. “São mais de 8400 hospitais, com 11 milhões de internação por ano. Há muita desigualdade, por isso a agenda estratégica contempla a melhoria na gestão dessas instituições”, desatacou.

Confira o webcast sobre a abertura do 36º Congresso Mundial de Hospitais.

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta