Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Congresso discute telemedicina

Publicidade

O uso das tecnologias disponíveis no mercado para a prática da medicina a distância é o tema central do I Congresso Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde, que será realizado de 2 a 4 de novembro, no Centro Convenções Rebouças, em São Paulo. Durante o evento, especialistas no assunto apresentam um enfoque acadêmico, mostrando as potencialidades de alcance da telemedicina em um país de proporções continentais, como o Brasil. O congresso abordará a idéia de que a telemedicina se encontra dentro de um conceito mais amplo, o da Telessaúde. Com isso, também é importante considerar a atuação dos profissionais de saúde não médicos, como enfermeiros, pessoas com formação em saúde pública, dentistas, fisioterapeutas e outros.
Através da telemedicina, é possível criar uma rede logística que permita avanços na assistência médica, além da uniformização do conhecimento e na prevenção de doenças. Isso considerando a grandeza territorial do Brasil, que leva a disparidades entre suas regiões em relação à promoção da saúde. Assim, a telemedicina e a telessaúde podem ser uma solução que contribuirá para a melhoria do sistema de saúde, formando profissionais mais preparados.
A rede de telemedicina deverá envolver médicos de todas as especialidades e profissionais de saúde. Para alcançar os resultados esperados, é preciso captar a cooperação de outros segmentos da sociedade brasileira, como entidades governamentais, agências de investimento, empresas privadas, setor financeiro, profissionais de ciências da computação e de comunicação social, entre outros.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta