Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Congresso Brasileiro de Radiologia discute crise no setor de diagnóstico por imagem

Publicidade

Há cerca de sete anos o Brasil deixou de acompanhar o processo de evolução tecnológica no setor de radiologia e diagnóstico por imagem. A estimativa é que 50% dos 40 mil equipamentos estejam tecnologicamente defasados, quando comparados aos já disponíveis em outros países. A informação é do Colégio Brasileiro de Radiologia, que durante o 33º Congresso Brasileiro de Radiologia, evento que acontece até o próximo domingo (14), no Rio de Janeiro, discute as principais causas e possíveis soluções para este cenário. A variação cambial, os impostos, a falta de reajuste e os insumos dolarizados são as principais causas dessa defasagem. Para Aldemir Humberto Soares, presidente do CBR, sem diagnósticos mais precisos, aumenta-se o risco, o tempo e os custos dos tratamentos. “Os diagnósticos tornam-se inconclusivos e, muitas vezes, realizam-se outros procedimentos que seriam desnecessários?, afirma.
Um exemplo é o PET-SCAN utilizado para o tratamento de cânceres e adotado pela comunidade médica mundial há aproximadamente 20 anos. No Brasil, o equipamento chegou apenas no ano passado e, no Rio de Janeiro, existe somente uma unidade disponível. Neste estado, por exemplo, 70% dos aparelhos de Ressonância Magnética e Tomografia Computadorizada estão obsoletos.
Durante o evento, especialistas de todo o mundo discutem as novidades no diagnóstico por imagem, com destaque para o Dr. Barry Alan Siegel (EUA), que apresentará os avanços na tomografia por emissão de pósitrons (PET-CT) no diagnóstico, detecção e estadiamento ? grau de invasão – dos tumores. Outro convidado, Dr. Richard Semelka (EUA), abordará as novas aplicações e seqüências no diagnóstico de doenças malignas abdominais.
Continua…
Empresas apresentam novidades para o setor
A presença da divisão médica da Siemens na edição 2004 do Congresso Brasileiro de Radiologia abrangerá a demonstração de produtos acessíveis para estabelecimentos de menor porte e que buscam soluções embasadas pela relação custo-benefício, tempo de resposta e apreço de serviço prestado. Desta forma, a empresa leva para o evento soluções e equipamentos de ultra-sonografia, mamografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética. Todos os profissionais que passarem pelo estande da Siemens Medical contribuirão para as ações sociais da Associação Saúde Criança Renascer – uma ONG que já assistiu a cerca de 2 mil famílias desde que foi criada há 13 anos. Os visitantes assinarão um painel e receberão um brinde que valerá uma doação para a entidade.
Já a Tecso Informática, provedora de sistemas para hospitais, se concentra na questão da produtividade e apresenta como é possível integrar sistemas de informação com sistemas que armazenam e manipulam imagens médicas (integração do Radiologic Infomation System – RIS – com o Picture Archive Computer System – PACS). A empresa apresenta a nova versão do MultiMED Centro de Diagnóstico, um software que auxilia tanto na operação como na gestão dos processos realizados nos centros de diagnósticos por imagem, em laboratórios e departamentos de radiologia, garantindo maior produtividade às instituições de saúde. A Tecso espera no evento ampliar sua área de atuação fora do eixo Rio-São Paulo. No terceiro trimestre, a empresa registrou um crescimento de 40% nas vendas para a área de saúde. Como a expectativa era alcançar essa meta apenas no fim do ano, a Tecso está revendo sua projeção e espera crescer 60% na área de saúde em 2004, o dobro do que vinha registrando nos últimos anos.

A Refina Metalquímica, empresa que oferece soluções para recuperação de prata, fundição e tratamento de efluentes para todos segmentos da área médico-hospitalar do Brasil, apresenta soluções e equipamentos de última geração que atendem às normas de descarte dos efluentes do setor de Radiologia, adaptados às normas ambientais de qualquer região do País. A participação da empresa nessa atual edição do evento ganha maior relevância, pois a partir do próximo dia 15 de dezembro, entra em vigor a resolução RDC no36 da ANVISA, que fixa parâmetros para a destinação final dos resíduos de Radiologia. Ela determina que a partir desta data, efluentes líquidos dos setores de geração de imagens de hospitais, clínicas e serviços de radiologia são obrigados a seguir um regulamento técnico para gerenciamento de resíduos.
A Fujifilm-Divisão Médica, que atua no mercado brasileiro de filmes médicos e equipamentos para radiologia digital, demonstra as novidades em equipamentos de digitalização de imagens de raios-X e de mamografia, além do sistema Synapse 3.0–PACS especialmente desenvolvido em tecnologia Web. O novo software foi projetado pela FujiFilm e está sendo oferecido às instituições de saúde brasileiras com o total suporte da NDT Comercial, representante exclusiva na marca no Brasil. A principal novidade da empresa para o evento é o pré-lançamento do novo filme HR-U30, de alta resolução indicado para todos os tipos de exames, entre eles crânio, tórax, abdômen, além de extremidades e exames contrastados, aliando alta resolução à menor tempo de processamento (45 Seg.). Oferece, ainda, grande estabilidade, o que permite um controle de qualidade mais fácil e eficiente. Disponível em todos os tamanhos pode ser utilizado em chassis de todas as marcas.
A Kodak Document Imaging participa do XXXII Congresso Brasileiro de Radiologia, apresentando diversos produtos de sua linha de documentação eletrônica, entre eles os modelos i40 e i280, séries que atendem pequenas empresas e grandes corporações respectivamente. Com recursos avançados de processamento de imagem, o scanner i40 pode capturar simultaneamente os dois lados dos documentos com uma velocidade de até 50 imagens por minuto (IPM). Com dimensões reduzidas, o scanner cabe perfeitamente em qualquer mesa de trabalho e possui alimentador automático de documentos com capacidade para 50 páginas. Com preço médio de US$ 1.650,00, o novo produto proporciona alta relação custo-benefício para os usuários finais. Já a série de Scanners i280 da Kodak traz diversas inovações para empresas que têm demanda de digitalização de aproximadamente 5.000 folhas por dia e velocidade de digitalização de 100 imagens por minuto. Possui como acessório opcional – uma mesa digitalizadora acoplável que pode ser retirada e guardada – ou mesmo compartilhada – quando não estiver em uso.
A GE Healthcare apresenta no evento o LightSpeed VCT, equipamento de tomografia computadorizada capaz de obter imagens de coração em alta resolução com apenas 5 batimentos cardíacos, além de adquirir imagens de todo o corpo em 10 segundos. Para falar da experiência com o equipamento, o Dr. Francisco Quiroz, do Froedtert Hospital, em Milwaukee (EUA), fará palestra transmitida por vídeo-conferência para os participantes do congresso. O Froedtert é o primeiro hospital do mundo a utilizar o LightSpeed VCT.
Serviço
33º Congresso Brasileiro de Radiologia
Data: 12 a 14 de novembro de 2004
Horário: 8h30 às 18h
Local: RioCentro
End: Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca
Informações: (21) 2266-9150

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta