Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Como salvar vidas

Publicidade

O Dia Mundial da Saúde é comemorado no sete de abril, celebrando a criação da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1948. Neste ano a data tem como tema “Salvar vidas – Hospitais seguros em situações de emergência”. O assunto é de extrema importância e merece reflexões profundas sobre alternativas viáveis de prover para toda a população a garantia da preservação da vida.
Deixe o seu comentário sobre esta notícia
Tem mais informações sobre o tema? Então, clique
Um exemplo de ferramenta prática de salvamento de vidas é conhecido como Valor de Pânico. Definido pelo Colégio Americano de Patologia (CAP), são valores de exames que apresentam risco de vida ou comprometem a saúde do paciente e, por isso, exigem intervenção médica e solução imediata. Um laboratório pode aplicar o Valor do Pânico da seguinte forma: se o paciente apresentar um resultado de pânico, recebe um tratamento especial. A equipe médica deste laboratório, assim que confirma o resultado, entra em contato com o médico responsável pelo paciente. Desta forma, o médico que prescreveu o exame, por meio de um aviso rápido sobre um resultado, poderá salvar uma vida.
E muitas vidas podem ser salvas. Só no maior grupo laboratorial de Curitiba, da média de 450 mil exames mensais realizados, cerca de 1,2 mil apresentam valores  de pânico. São casos de hipo ou hiperglicemia em diabéticos, eminência de hemorragia em pacientes trombocitopênicos, número muito alto ou muito baixo de leucócitos, presença de parasitos da malária, dentre outros casos.
Uma outra iniciativa, iniciada nos anos 80 de forma precursora e também em Curitiba, foi a reelaboração de exames e contato pessoal com pacientes portadores do vírus HIV. O procedimento virou padrão do Ministério da Saúde cerca de uma década depois.
Com o advento da tecnologia, ainda mais recursos podem ser utilizados. É o caso do serviço de envio de uma mensagem pelo celular para avisar o cliente de que os resultados dos exames estão prontos. O sistema é gratuito e, no momento em que realiza os exames no laboratório, o cliente assina um termo de autorização para o envio do SMS pelo celular. Como a maioria dos resultados fica pronta antes da data prevista, o sistema agiliza processos de emergência e funciona como uma espécie de agenda para a comunidade atendida.
Que nesta semana em que é comemorado o Dia Mundial da Saúde, os processos de salvamento de vidas sejam ainda mais discutidos e compartilhados, garantindo a todos nós nosso bem mais precioso: a saúde.
 
*Edmar Miniacci é Gestor da DASA no Paraná, empresa representada em Curitiba pelos Laboratórios Frischmann Aisengart e Curitiba Santa Casa

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta