Semana da Saúde 2017 Semana da Saúde: discuta os principais assuntos de Tecnologia da Informação em 10 Webinars. Reserve seu lugar! Clique aqui

Como melhorar a experiência do paciente?

Publicidade

A experiência do paciente vem crescendo de maneira relevante nas discussões do setor de saúde, especialmente como medida de desempenho para os hospitais, pois gradativamente os pacientes estão se tornando conscientes em relação ao consumo de cuidados. Para compreender esse tema, conversamos com Carlos Herculano Bressiani.

Bressiani é formado em Administração de Empresas pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), e, na área de saúde, atuou como Superintendente de Controladoria e Finanças do Hospital Samaritano durante 7 anos. Atualmente é Superintendente Executivo de Finanças da BP- A Beneficência Portuguesa.

Com relação ao crescimento da Beneficência Portuguesa (BP) em 2016, Bressiani ressalta que a instituição contabilizou em sua receita um crescimento de aproximadamente 20% comparado ao ano anterior. E que esse número pode ser compreendido através de um aumento de volume, ou seja, a BP passou a realizar uma melhor utilização de suas instalações, acompanhando de ganhos de processo e posicionamento no mercado em termos de atender vários segmentos.

De acordo com Bressiani, a BP pode ser considerada um polo de saúde, pois atende diferentes públicos da sociedade com ofertas específicas, e a sua atuação se estende para todos os segmentos de planos de saúde. Sendo assim, o reposicionamento da marca tem como objetivo atender as necessidades de cada consumidor.

“O reposicionamento da marca é importante para esclarecer dentro de toda nossa complexidade o atendimento que será oferecido, qual o produto para cada segmento e desenvolver isso de uma forma bastante positiva com relação ao mercado”.

Sobre os modelos de remuneração, Bressiani reitera que é importante o debate de todos os envolvidos, desde os fornecedores de serviço, medicamentos, equipamentos até as fontes pagadoras, ou seja, não é uma discussão isolada, dado que, se todas as partes estiverem juntas, trazendo suas pautas e demandas, será possível a construção de soluções futuras que tragam menor custo possível, com melhor resultado.

A tecnologia é um investimento que pode ser convertido em redução de custos? De acordo com Bressiani,  A resposta é sim, dado que a tecnologia é de grande auxílio, principalmente em questões de eficiência operacional, porque traz soluções para o futuro que vão de encontro com a melhora da experiência do paciente.

A experiência do paciente corresponde diretamente à cultura de uma organização, por isso melhorias não devem ser realizadas sem esse apontamento. Sendo assim,  para melhorar a experiência, de acordo com Bressiani, é necessário investimento em treinamento, para que a equipe receba as orientações da melhor forma possível de como atender o paciente, e, assim, transmitir informações com a maior transparência e cuidado. Ele ressalta que os médicos têm um papel fundamental e podem ser considerados como porta-vozes de todo esse processo de entendimento do paciente. Trabalhar a prevenção reflete em uma redução significativa de custos futuros na saúde, contribuindo para minimizar custos de saúde a médio e longo prazo.

Para 2017, a BP anuncia que passa a ser primeira empresa do setor de saúde no Brasil a receber a certificação ISO 55001, que estabelece os requisitos que garantem a excelência operacional dos sistemas de gestão, lançamento do Núcleo Avançado de Cirurgia Oncológica do Aparelho Digestivo, que complementa a área de Oncologia, que o BP Mirante já possuía. Além de apresentar a divulgação do seu balanço em abril, estabelecimento da parceria com Fleury e investimentos no reposicionamento da marca, apontada como um importante impacto no segmento.

 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta