HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Já são +1.800 profissionais! Clique aqui

Como a integração da informação pode ajudar a previnir erros médicos na assistência à saúde

Um estudo realizado por autores da Johns Hopkins University (EUA) e publicado no BMJ em maio de 2016 apontou que 9.5% de todas as mortes anuais nos Estados Unidos é por erro médico. Os autores apontam que erros humanos são inevitáveis mas que para priorizar a prevenção deve-se levar em conta as limitações humanas para começar a mudar estes números.

As soluções de tecnologia da informação vêm se mostrando uma maneira altamente efetiva de reduzir potencialmente erros humanos, aumentando a segurança do paciente e, portanto colaborando com a redução das mortes por erros médicos.

A tecnologia não substituirá todo o trabalho humano, uma vez que as decisões baseadas na expertise, e até intuição, são fundamentais no cuidado ao paciente, mas as tecnologias podem servir de apoio em áreas críticas e que fogem às capacidades do médico e outros profissionais de assistência à saúde.

Soluções tecnológicas já são usadas e podem influenciar diretamente na redução de erros.

Uma das principais tecnologias que diminui as chances de erros é a de integração de informações. Ter dados e registros do paciente integrados numa ferramenta permite que diversos profissionais que atuem junto ao paciente tenham todo o dado necessário para tomar as decisões terapêuticas e incluir novas informações para o acompanhamento deste paciente. O próprio paciente é capaz de fornecer informações relevantes sobre sua saúde, atividades e manutenção de tratamentos.

Com informações integradas é possível verificar exames realizados tanto laboratoriais como de imagens, prontuários médicos, registros de consultas e internações. Numa internação hospitalar, por exemplo, é essencial que dados de prontuário, farmácia e laboratório estejam integradas para aumentar o controle. Isso evita, por exemplo, a dispensa de medicamento para o paciente errado ou a entrega de resultado de exames com a identificação trocada.

Esteja preparado com soluções preventivas ao erro humano.

Se o erro humano é inevitável, a prevenção é imprescindível. Os benefícios dessas ferramentas tecnológicas se estendem pela segurança dos pacientes, dos profissionais de saúde e das instituições de saúde e ainda contribuem para tornar os funcionários das empresas mais eficientes e criativos*.

*Segundo o estudo Humans and Machines, conduzido por Economist Intelligence Unit 

       

Deixe uma resposta