HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Já são +1.800 profissionais! Clique aqui

Como funciona a atenção domiciliar?

Publicidade

A Atenção Domiciliar engloba serviços da área da saúde oferecidos no próprio domicílio do paciente. São atendidos casos em que o paciente teria a necessidade de continuar no hospital ou fazer consultas e procedimentos frequentes em ambulatórios, por exemplo.

Quando estão com quadro clínico estável, os pacientes dão continuidade ao tratamento, após a alta hospitalar, com a supervisão de um profissional ou de uma equipe de saúde, podendo ser atendidos desde os casos mais simples, como curativos e medicações, até os mais complexos, como os pacientes que necessitam de respiração através de equipamentos.

Popularmente conhecido como Home Care, este tipo de serviço traz vantagens ao oferecer um atendimento personalizado. Cada paciente recebe um tratamento de acordo com as suas necessidades e indicações clínicas, podendo contar com diferentes profissionais de saúde e graus de infraestrutura.

A procura por esse tipo de atendimento cresce no Brasil por ser humanizado, individualizado, com chances de uma recuperação mais rápida e com menor risco de complicações clínicas, reinternações desnecessárias e infecções.

O serviço de Home Care pode ser ofertado em dois formatos: a internação domiciliar e o atendimento domiciliar. A primeira atende pacientes clinicamente estáveis que precisam completar tratamentos sob supervisão médica, seja para tratar de processos infecciosos prolongados ou reincidentes, cuidados paliativos ou uso de aparelhos para suporte de vida, como ventilação mecânica.

O atendimento domiciliar por sua vez atende casos menos complexos em que é necessário a administração de medicação injetável, por exemplo, antibióticos e anticoagulantes, ou a realização de procedimentos como curativos, sondagens e treinamentos para o cuidador. Além disso, pessoas que necessitam de reabilitação também podem receber em casa o atendimento de fisioterapeutas, fonoaudiólogos ou nutricionistas.

O papel da família e do cuidador

A Home Doctor atua neste ramo há mais de 20 anos, com atendimento humanizado e um núcleo de atendimento exclusivo para os familiares. O médico e diretor da empresa, Dr. Cláudio Flauzino, explica que é preciso deixar claro que algumas tarefas são direcionadas exclusivamente ao cuidador, seja ele um profissional ou um familiar.

Os auxiliares de enfermagem precisam de apoio constante, tanto para dar suporte no momento de troca de roupa de cama, higienização do paciente, aplicação de medicação e atendimento médico. “A alimentação, higiene, cuidado, companhia e passeios são atividades dos familiares ou outro profissional terceirizado. Esses papéis não podem ser confundidos. O cuidador faz parte da equipe de saúde, mas ele não pode exercer as funções de um enfermeiro e vice-versa. As habilidades e obrigações são complementares”, ressalta Dr. Cláudio.

       
Publicidade

Deixe uma resposta