Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Como a LEGO colabora com seus fãs(clientes) para produzir produtos inovadores?

Publicidade

Na última sexta-feira, dia 22 de Julho, o líder mundial da Comunidade LEGO, Peter Espersen, foi até a ESPM para explicar como a LEGO interage intensamente com seus clientes, de modo a reforçar os vínculos existentes com a empresa e criar uma comunidade ativa que não apenas contribua para o desenvolvimento de novos produtos, mas também dê feedbacks sobre o que está sendo lançado e crie novas formas de interagir com a marca. Por ser uma marca AMADA, por muitos desde sua infância, a marca acumula fãs ilustres como David Beckhan, Jeff Bezzos, Barack Obama, entre tantos outros.

Vídeo em que David Beckham admite ter comprado o LEGO Taj Mahal para montar  com seus filhos:

Estes fãs brincaram com LEGO na sua infância,voltam a brincar com seus filhos e posteriormente com seus netos e bisnetos. Para alguns fãs a marca passa a representar um hobby adulto, o que é reforçado pelas inúmeras Comunidades LEGO, organizadas em diferentes países, com o apoio da LEGO. Em Março de 2011,  a LUGBRASIL, comunidade LEGO no BRASIL, e a LEGO promoveram evento em São Paulo, em que foi erguida a torre de LEGO mais alta da história, tendo o jogador Cafu como depositário da última peça, o que gerou uma repercussão mundial para este evento, com notícias sendo divulgadas em países tão distantes como o Irã.

Mas, o que sintetiza com clareza, o poder da comunidade LEGO são os milhares de vídeos no You Tube criados pelos fãs da marca ao redor do mundo e que mostram o poder desta comunidade. Para exemplificar este poder, quando Peter Espersen assumiu na LEGO há um ano e meio recebeu da Comunidade LEGO Francesa uma carta solicitando ironicamente um pedido de desculpas da LEGO para os fãs da marca, que ao longo de todo este tempo, haviam pisado em blocos da LEGO no chão e machucado seus pés descalços. Como resposta bem humorada, Peter elaborou um vídeo bem humorado (abaixo), como as desculpas da LEGO para os fãs franceses. Confiram:

Este vídeo teve um tremendo sucesso e teve mais de 31.000 acessos em uma questão de poucas semanas, mas este outro vídeo feito por um fã, já teve mais de 14.000.000 de acessos e não teve participação alguma da LEGO. Ou seja, a LEGO ganha muito mais ao incentivar a criatividade e a inovação nas comunidades de fãs de LEGO, do que tentando ser a fonte de toda a inovação envolvendo a MARCA.

Vídeo com Darth Vader, que já teve mais de 14.000.000 de visitas:

Porém, nem sempre o que os fãs produzem é correto. Já houve um incidente em que um fã produziu um campo de concentração nazista com peças LEGO e colocou o símbolo da empresa na caixa, o que fez parecer que a empresa estava promovendo este produto.

Contudo, uma marca como a LEGO deixa claro que enquanto a propriedade pertence à LEGO, a MARCA pertence aos stakeholders, aos fãs da marca que a nutrem, reforçam e a tornam uma entidade viva ao redor do Globo, mantendo a marca atual e vibrante, mesmo após a marca ter completado mais de 40 anos.

Recentemente, a LEGO lançou uma iniciativa no Japão, em que uma idéia para um produto LEGO, que atinja mais de 10.000 assinaturas entra em produção. O primeiro produto foi o Shinkai 6500, um robô submarino popular no país, que assim que foi lançado já se esgotou, estando à venda no eBay, por algumas centenas de milhares de dólares.

Outro exemplo interessante, é o do arquiteto Adam Reed Tucker que queria juntar sua paixão por arquitetura e arte utilizando produtos LEGO. Para isso, ele montou a réplica de um prédio com peças LEGO e  dirigiu cerca de 6 horas de carro para o local, em que haveria uma Conferência LEGO e apresentou seu protótipo para os executivos, que gostaram e aceitaram experimentar a idéia. Ele começou a vender as caixas de sua casa, depois de sua garagem , passando posteriormente para um enorme depósito. Atualmente, existem mais de quinze caixas de arquitetura LEGO.

A LEGO utiliza ativamente sua comunidade de fãs mais ativos, ou o topo de sua pirâmide de clientes, para influenciar os demais clientes a interagir mais com a marca, comprar mais produtos ou buscar novas formas de experienciar a LEGO, seja participando de suas comunidades, eventos ou  comunidades de discussão. Também incentiva a criação das Comunidades LEGO em cada país, sendo que um Embaixador é escolhido pelos membros da comunidade, que passa a representar os fãs nos eventos oficiais da empresa no país, além de ter acesso privilegiado aos executivos da empresa, compartilhando os novos lançamento e contribuindo com críticas e sugestões para o que está sendo lançado.

Definitivamente, a LEGO é um exemplo de como seus clientes podem e devem ser convertidos em fãs da sua marca, a defendend0 e incentivando para que atinja objetivos cada vez mais audaciosos. Aprendamos com esta incrível empresa!

Visite a Comunidade LEGO no Brasil:

www.lugbrasil.com

Atenciosamente,

Fernando Cembranelli

Equipe EmpreenderSaúde

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta