Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Comitê vai trabalhar na criação de uma agenda nacional de pesquisa em saúde

Publicidade

Representantes de universidades, de instituições de saúde, Ministério da Saúde (MS) e Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) se reuniram ontem na sede do MS, em Brasília, para dar início as discussões da construção de uma agenda nacional de pesquisa em saúde. O Comitê Técnico Assessor da Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Saúde é coordenado pelo diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia do MS, Reinaldo Guimarães e possui outros 16 integrantes, entre eles, o secretário de Políticas Estratégicas e Desenvolvimento Científico do MCT, Jorge Guimarães, informa a Agência CT. Durante a reunião, Guimarães manifestou seu apoio a iniciativa de unificar as diretrizes de pesquisa na área de saúde. ?Nós estamos acompanhando todo este trabalho de perto, boa parte do que está sendo derivado aqui irá refletir no Fundo Setorial de Saúde, vamos buscar um alinhamento com os temas que serão definidos aqui. É muito importante salientar que haja essa integração da pesquisa entre o Ministério da Saúde e o MCT?, destaca o secretário.
O Comitê Técnico possui entre outras funções assessorar o Departamento de Ciência e Tecnologia (DENIT) do Ministério da Saúde no processo da construção da Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Saúde. A contribuição será dada por meio dos grupos de trabalho que identificarão os problemas e os temas prioritários da área. ?Nós temos um comitê técnico-assessor de alto nível para acompanhar e deliberar sobre a formulação da agenda prioritária de pesquisa em saúde?, enfatizou o coordenador do Comitê, Reinaldo Guimarães. Segundo o coordenador, o grupo gestor irá dar contribuições importantes para o fortalecimento da política de pesquisa em saúde no País. Entre as ações está a formulação de um documento que oriente a pesquisa nacional. Para o coordenador, outro importante aspecto de contribuição será o de intensificar a relação dos principais atores desse processo, os Ministérios da Saúde e da Ciência e Tecnologia, segundo o coordenador do Comitê, Reinaldo Guimarães, a integração que já vem ocorrendo desde o início desse governo entre as equipes dos dois ministérios será fortalecida.
Os técnicos do Grupo aprovaram a realização de oficinas que irão identificar temas de pesquisa em saúde. O Comitê já possui uma subagenda que sugere diversas áreas de discussão: doenças transmissíveis, doenças não-transmissíveis, saúde mental, saúde da mulher, saúde da criança, situações de risco e vulnerabilidade, epidemiologia, entre outros. ?Os encontros serão realizados nos 16 e 17 de outubro, provavelmente em Brasília, com a participação de 300 pesquisadores e gestores do País inteiro, de todas as áreas?, concluiu o coordenador.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta