Semana da Saúde 2017 Semana da Saúde: discuta os principais assuntos de Tecnologia da Informação em 10 Webinars. Reserve seu lugar! Clique aqui

Cleveland Clinic anuncia inovações que vão mudar a medicina

Publicidade

O Cleveland Clinic divulgou a sua lista com as melhores inovações médicas que apresenta o potencial de transformar a saúde.

As 10 principais inovações foram propagadas para cerca de 1.600 médicos, empresários e outros líderes da indústria. O painel não evidencia marcas ou empresas, mas salienta a inovação e suas possíveis aplicações em saúde.

Confira as inovações médicas de 2017:

      1. Utilização do microbioma para prevenir, diagnosticar e tratar a doença

Especialistas esperam que neste ano o microbioma se consolide como “ a fronteira mais promissora e lucrativa da indústria de cuidados de saúde”, conforme um comunicado emitido para a imprensa.

  1. Diabetes drogas que reduzem doenças cardiovasculares e morte

Especialistas acreditam que 2017 pode trazer uma mudança completa nas medicações prescritas e novas pesquisas poderão possibilitar novas formas de sinalizar diabetes tipo 2.

  1. Terapia CAR-T para leucemia e linfoma

O uso de um novo método denominado antígeno quimérico receptor – terapia de células T, os médicos estão listando nos próprios pacientes células imunes na luta contra leucemia e linfoma. As células T de um paciente são retiradas e geneticamente alteradas para buscar e destruir células cancerosas, e então re-infundidas via IV.

  1. Biópsias líquidas para encontrar DNA circulante do tumor

As biópsias líquidas podem auxiliar os médicos a compreender como os tumores mudam para vencer os tratamentos existentes ou contribuição na identificação nos estágios iniciais da doença. Algumas empresas começaram a desenvolver kits de testes aguardados para chegar ao mercado este ano.

  1. Recursos automáticos da segurança do carro e capacidades sem motorista

De acordo com a National Highway Traffic Safety Administration cintos de segurança salvam em média aproximadamente 329.900 vidas ao longo dos últimos 50 anos. Outras particularidades de segurança, tais como assentos de segurança para crianças e airbags frontais, de cortina e de impacto lateral, salvaram cerca de outras 300.000 vidas nesse período. Por volta de 2018, a NHTSA exigirá câmeras de backup em novos carros. Sistemas de aviso de colisão, controle de cruzeiro adaptativo, assistência de pista e alertas de tráfego cruzado são algumas outras inovações previstas para diminuir ainda mais cerca de 38.000 acidentes fatais a cada ano.

  1. Recursos rápidos de interoperabilidade em saúde

Um comitê internacional chamado HL7 lançará uma ferramenta, o FHIR (Fast Heathcare Interoperability Resources) que atuará como um intérprete entre sistemas ou escritórios. A primeira versão será direcionada em dados clínicos, ao passo que a segunda analisará dados administrativos.

  1. Ketamina para a depressão resistente ao tratamento

Para um terço dos pacientes com depressão, as medicações não funcionam, e nem mesmo eletroconvulsiva ou tratamentos de choque. Ketamina, em contrapartida melhora os sintomas rapidamente para a maioria destes pacientes em estudos preliminares, levando a FDA a disponibilizar o status fast track para o desenvolvimento do tratamento.

  1. Visualização 3D e realidade aumentada para cirurgia

Duas das mais complexas práticas cirúrgicas, oftalmologia e neurologia começaram a atuar com uma tecnologia que permite aos cirurgiões manterem suas cabeças elevadas enquanto utilizam representações visuais 3D de alta resolução. Cirurgiões que fizeram uso da tecnologia  afirmaram operar com mais eficiência, ou seja, oferece mais conforto e informações visuais.

Os óculos de realidade aumentada que mostram imagens holográficas de anatomia humana podem conduzir ao fim de laboratórios de cadáveres em escolas médicas.

  1. Teste de HPV auto-administrado

A prevenção e tratamento do HPV tem feito grandes progressos, só que até o momento são restritos a mulheres que têm acesso a testes e vacinas.

Em 2017 será lançada uma abordagem para a expansão desse cuidado com kits de teste de HPV auto-administrados desenvolvido por cientistas com o entendimento de que as mulheres podem enviar amostras para um laboratório e serem alertadas sobre possíveis eventualidades.

  1. Stents bioabsorvíveis

Atualmente 600.000 pessoas são tratadas para bloqueio da artéria coronária com stents coronários metálicos. Estes stents podem inibir o fluxo sanguíneo natural ou ocasionar outras complicações.

Os especialistas esperam que o potencial de mercado para stents absorvíveis se aproximará de $ 2 bilhões em seis anos.

 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta